Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Revista Time sobrepõe rostos de Putin e Trump em nova capa

Americano disse que não irá tolerar interferência eleitoral russa no futuro, mas anunciou intenção de realizar uma segunda reunião com presidente da Rússia

A revista Time decidiu alimentar ainda mais o debate sobre as relações entre Estados Unidos e Rússia e estampar na capa de sua nova edição uma fotografia que funde os rostos dos presidentes Donald Trump e Vladimir Putin, fazendo deles uma mesma pessoa.

A foto na capa faz referência ao polêmico encontro em Helsinque, na Finlândia, entre Putin e Trump, na última segunda-feira (16). “A crise da reunião dos líderes”, diz a manchete da edição desta semana da Time.

A reportagem se propõe a discutir a posição do presidente americano em relação à Rússia.  Ambos os lados da arena política americana expressaram preocupação – e até mesmo indignação – sobre a atitude passiva de Trump com Putin durante a entrevista coletiva dos dois após a reunião.

O republicano chegou a comentar que as investigações sobre a interferência russa nas eleições de 2016 eram “ridículas”, esquivou-se de dizer que acreditava no setor de inteligência de seu país e afirmou que Moscou não representava mais ameaças para o setor eleitoral de seu país. Ao longo dos últimos dias, Trump se retratou, mais ainda assim causou enorme controvérsia.

Esta não é a primeira vez em que a revista Time provoca o atual presidente. A edição de janeiro do primeiro ano do governo Trump traz em sua capa um desenho do republicano com os cabelos em chamas.

Segundo encontro

Em entrevista à rede de TV americana CBS News na noite de quarta-feira (19), Trump afirmou ter dito a Vladimir Putin que Washington não irá tolerar interferência eleitoral no futuro. “Eu deixei ele saber que não podemos ter isso. Nós não vamos ter e é assim que vai ser.”

Porém, questionado se considera Putin pessoalmente responsável, disse à CBS que “eu o consideraria, porque ele está no comando do país”.

Mais cedo, nesta quinta-feira, o presidente anunciou sua intenção de realizar uma “segunda” reunião com Putin, após o “grande sucesso” de seu encontro em Helsinque.

“A reunião com a Rússia foi um grande sucesso, exceto para o verdadeiro inimigo do povo, os ‘Veículos de Notícias Falsas’ (“Fake News”, a expressão utilizada por Trump para qualificar os meios de comunicação que não fazem uma cobertura favorável de seu mandato)”, escreveu Trump no Twitter.

“Estou desejando um segundo encontro de maneira que possamos começar a implementar algumas das muitas coisas discutidas”, disse o presidente americano, sem oferecer detalhes sobre uma possível data e local.

“Há muitas respostas para esses problemas, algumas fáceis e outras difíceis, mas TODOS podem ser solucionados”, acrescentou o magnata.

(Com EFE e Estadão Conteúdo)