Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quinta explosão no Texas deixa uma pessoa ferida

Polícia investiga conexão entre ataques e busca 'agressor em série'

Uma explosão ocorrida nas instalações da companhia FedEx próxima da cidade de San Antonio, no estado do Texas, Estados Unidos, nesta terça-feira, deixou uma pessoa ferida.

A explosão aconteceu às 0h30 do horário local (2h30 em Brasília) nas instalações da citada companhia em Schertz, segundo as autoridades locais.

A polícia de Austin assegura que dispõe de uma gravação do momento do incidente. Segundo as autoridades, as circunstâncias do caso são muito similares às de outras quatro explosões registradas na capital do Texas, Austin, nas últimas semanas.

A única pessoa ferida no incidente já recebeu alta e está bem, segundo a polícia. No momento da explosão havia cerca de 75 funcionários trabalhando nas instalações da companhia.

De acordo com as autoridades locais, os explosivos foram postados dentro de uma caixa, que deveria ser enviada para um endereço em Austin.

Este é o quinto incidente com explosivos registrado no Texas neste mês. Os três primeiros dispositivos que explodiram em Austin foram pacotes deixados durante à noite em frente a casas do lado leste da cidade.

O quarto foi um artefato ativado por uma armadilha que explodiu no lado oeste, no domingo. Todos os dispositivos usados nos ataques eram parecidos, de acordo com a polícia.

As autoridades trabalham com a hipótese de que todos os explosivos foram fabricados e implantados pela mesma pessoa. Porém, por enquanto, a polícia ainda não tem nenhum suspeito.

“Claramente, estamos lidando com o que, por agora, acreditamos que seja um agressor em série”, disse em entrevista coletiva o chefe de Polícia de Austin, Brian Manley, na segunda-feira à noite. O oficial, contudo, disse que ainda é cedo para falar em terrorismo.

A primeira bomba explodiu na sexta-feira, 2 de março. Outras duas na segunda, dia 12, e a quarta no último domingo. Os artefatos explosivos foram fabricados com componentes disponíveis em lojas de ferragens.

Dois homens negros de 39 e 17 anos morreram na explosão de pacotes-bomba que foram deixados na porta de suas casas. Uma senhora de 75 anos, de origem hispânica, ficou ferida na terceira deflagração. Daí levantou-se a hipótese de que os crimes tivessem motivação racial.

Já o ataque de domingo feriu dois homens brancos de 22 e 23 anos, enquanto caminhavam em um tranquilo bairro residencial do sudoeste de Austin.

(Com EFE, Reuters e AFP)