Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Policiais indianos queimam viva mulher por não pagar suborno

Segundo a imprensa local, dois policiais foram suspensos e as autoridades estão investigando o caso

Policiais indianos estão sendo acusados de jogar gasolina e atear fogo em uma mulher porque ela se recusou a pagar um suborno em uma delegacia do norte da Índia, reporta nesta terça-feira a rede BBC. Os agentes alegam que ela incendiou a si mesma. A vítima, identificada apenas como Dwivedi, disse que foi a uma delegacia no distrito de Barabanki, no Estado de Uttar Pradesh, para pedir à polícia que liberasse seu marido, e os agentes pediram um pagamento de 100.000 rúpias (cerca de 5.000 reais).

“Todos os agentes estavam juntos. Atearam fogo em mim após jogarem gasolina”, disse Dwivedi, totalmente coberta de creme por causa das graves queimaduras no hospital em que morreu pouco depois, divulgou a imprensa. O filho de Dwivedi, um jornalista local, alegou que os policiais “a jogaram no chão, a insultaram e depois atearam fogo”, só por não pagar o suborno para liberar seu pai, que tinha sido detido acusado de envolvimento em uma briga.

Leia também

Índia tem uma mulher é violentada a cada 25 minutos

Primeiro comercial com casal lésbico agrada a conservadora Índia; assista

Premiê indiano elogia colega de Bangladesh, ‘apesar de ser mulher’

Mês passado, também em Uttar Pradesh, um ministro regional e cinco policiais foram acusados de queimar vivo um jornalista que tinha acusado o político de corrupção. Os agentes envolvidos alegaram que o repórter tinha se imolado. Segundo dados oficiais revelados em 2012 na Índia, dos 61.765 agentes denunciados em 2011 por cometer todo tipo de “excessos”, só 913 foram processados e 47 condenados.

(Da redação)