Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama satisfeito com decisão da Suprema Corte, mas não com controles de ilegais

O presidente americano, Barack Obama, mostrou-se satisfeito depois que a Suprema Corte invalidou nesta segunda-feira partes de uma lei contra a imigração ilegal no Arizona, mas mostrou-se “preocupado” com o fato de que a polícia deste estado poderá pedir documentos aos imigrantes ilegais.

“Fico satisfeito que a Suprema Corte tenha invalidado partes importantes da lei de imigração do Arizona”, afirmou Obama em um comunicado, no qual ao mesmo tempo apontava sua inquietação “com o impacto em termos práticos” destes controles de identidade policiais, que o Tribunal declarou ilegais.

“Nenhum americano deveria viver sob suspeita apenas por seu aspecto”, advertiu o presidente democrata, para quem esta sentença “deixa absolutamente claro que o Congresso deve aprovar uma reforma migratória integral”.

O Arizona promulgou em 2010 uma lei conhecida como SB 1070, que pela primeira vez na história dos Estados Unidos convertia em crime estatal a imigração ilegal.

A Suprema Corte declarou nesta segunda-feira que esta disposição da lei é inconstitucional, como a de criminalizar que um imigrante ilegal busque ou tenha um trabalho no Arizona, e também a de deter sem ordem formal qualquer suspeito de ser um imigrante ilegal.

Mas a Corte autorizou os controles de identidade dos suspeitos por parte da polícia estatal, porque considera que pelo momento não foi comprovado que produza abusos inconstitucionais.