Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Merkel busca apaziguar partido com promessa de conter fluxo de refugiados

A chanceler alemã Angela Merkel prometeu nesta segunda-feira, em um congresso de seu partido conservador, reduzir substancialmente o número de imigrantes entrando na Alemanha, respondendo a temores de seus correligionários sobre o fluxo de um milhão de refugiados no país só este ano.

Apesar de ser escolhida a Personalidade do Ano tanto pela revista Time quanto pelo jornal Financial Times por sua resposta à crise, Merkel enfrenta uma oposição crescente à sua política de portas abertas aos refugiados em casa, e começou a endurecer sua posição.

Leia também:

Angela Merkel é eleita a personalidade do ano pela ‘Time’

Parlamento alemão aprova ação contra EI na Síria

Ela declarou aos partidários da direitista União Democrata-Cristã (CDU, na sigla em alemão) que a decisão, tomada em agosto, de acolher os refugiados em fuga de guerras e privações no Oriente Médio é um “imperativo humanitário”, mas também se comprometeu a deter seu fluxo.

“Queremos, e iremos, reduzir significativamente o número de refugiados”, afirmou ela, sob aplausos entusiasmados, ao congresso na cidade de Karlsruhe.

Merkel, de 61 anos, foi aplaudida de pé durante oito minutos ao final de seu discurso a cerca de mil delegados do CDU no centro de conferências adornado com grandes cartazes dizendo “Pela Alemanha e pela Europa”.

Na resolução atualizada, a liderança do partido afirmou: “Uma continuação do atual fluxo iria, no longo prazo, assoberbar o Estado e a sociedade, mesmo em um país como a Alemanha”.

(Com agência Reuters)