Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Marido da rainha Elizabeth segue hospitalizado após cirurgia

Por Da Redação
24 dez 2011, 06h57

Londres, 24 dez (EFE).- O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II do Reino Unido, permanecerá internado durante ‘um curto período’ no hospital, após ser operado com sucesso nesta sexta-feira à noite devido à obstrução de uma artéria coronária, informa o Palácio de Buckingham neste sábado.

O duque de Edimburgo, de 90 anos, passou ‘uma boa noite’ após a cirurgia no hospital de Papworth em Cambridge (sudeste da Inglaterra), especializado em doenças cardíacas, onde foi internado na noite desta sexta-feira com dores no peito, indicou um porta-voz de Buckingham.

Alguns membros da família real britânica planejam ir ao hospital nesta manhã para visitar o príncipe, acrescentou o porta-voz, que não mencionou quando Philip poderia receber alta.

A emissora pública ‘BBC’ afirma que a previsão é que o duque de Edimburgo passe pelo menos dois dias no hospital devido a sua avançada idade, perdendo assim a celebração da ceia de Natal desta noite.

Continua após a publicidade

O marido da rainha Elizabeth II foi levado de helicóptero ao hospital de Cambridge, enquanto sua família ficou no sítio real de Sandringham, em Norfolk, informa a emissora ‘Sky News’.

Philip completou 90 anos em junho e está casado há 64 anos com a rainha Elizabeth, de 85 anos, que, como todo ano, pronuncia uma mensagem pela televisão aos britânicos no dia de Natal.

Vinte e sete membros da família real britânica estavam reunidos em Sandringham para celebrar as festas de fim de ano, com todos os olhares postos na duquesa de Cambridge, Kate Middleton, que passa o primeiro Natal como membro da família real, após se casar com o príncipe William em abril.

Continua após a publicidade

O príncipe Philip, que nasceu na ilha grega de Corfu no dia 10 de junho de 1921, é o consorte que há mais tempo ocupa esse posto na história da monarquia britânica.

Amante dos esportes, tradicionalmente deu impressão de boa saúde, apesar de sua avançada idade tê-lo obrigado a reduzir suas tarefas nos últimos meses.

A imprensa britânica indica que ele toma medicação por problemas de coração há 20 anos, mas isso nunca foi confirmado pelo Palácio de Buckingham. EFE

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.