Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lista: dez filmes que irritaram governos estrangeiros

A fúria de Pyongyang contra 'A Entrevista' não é um caso isolado de filme que provocou reações de governos contrariados. Países como Irã, Tailândia, Turquia e França também já reagiram mal a diferentes produções

O governo norte-coreano ficou furioso com o filme A Entrevista, uma comédia de ação do estúdio Sony que envolve um plano para assassinar o ditador Kim Jong-un. O país chiou em organismos internacionais, condenou publicamente o filme e, como acusam os Estados Unidos, chegou ao ponto de promover um ciberataque contra os computadores do estúdio.

A sátira hollywoodiana, no entanto, não é o único filme a fazer piada com a Coreia do Norte. Em Team America, comédia dos criadores de South Park, o vilão é Kim Jong-il, pai e antecessor do ditador Kim Jong-un. Alguns cinemas quiseram exibir a sátira no lugar de A Entrevista, ao saberem que a Sony Pictures havia decido cancelar a estreia da produção. A Paramount Pictures vetou a exibição – e a Sony acabou liberando o lançamento de A Entrevista.

Cena do filme ‘Team America’ Cena do filme ‘Team America’

Cena do filme ‘Team America’ (/)

A Coreia do Norte é o caso mais extremo, mas não o único: diversos governos, em particular os autoritários, já se enfureceram com Hollywood e alguns também tentaram impedir a exibição de filmes. Confira alguns exemplos:

Leia também:

Obama critica Sony por cancelar estreia de filme que irritou Kim Jong-un

Cena da morte de Kim Jong-un em comédia vaza na internet

Cinco coisas que enfurecem o ditador Kim Jong-un