Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Líderes da UE abandonam projeto de reforma do Tratado a 27

Por Da Redação 9 dez 2011, 00h39

Bruxelas, 9 dez (EFE).- Os líderes da União Europeia abandonaram o projeto de reforma do Tratado com todos os 27 países-membros, e estudam agora avançar só com os 17 Estados que compartilham a moeda comum mais aqueles que queiram somar-se ao pacto fiscal.

O objetivo inicial dos chefes de Governo e de Estado era promover uma reforma do Tratado com todos os países-membros da UE, mas não foi possível obter um acordo para isso, segundo indicaram fontes diplomáticas à Agência Efe.

França e Alemanha sempre insistiram que, se não fosse possível avançar com os 27, então a reforma seria feita apenas com as nações da zona do euro e os países que quisessem somar-se ao pacto, que já é chamado de acordo dos ’17+’.

Esta configuração se assemelharia à formação do Pacto pelo Euro Adicional, um acordo entre os 17 países da moeda única do qual participam também Bulgária, Dinamarca, Letônia, Lituânia, Polônia e Romênia, e que se centra na competitividade, no emprego, na sustentabilidade das finanças públicas e no reforço da estabilidade financeira.

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, disse desde o início que apoia o pacto fiscal da zona do euro, mas insistiu que pedirá garantias em uma reforma do Tratado para proteger os interesses britânicos. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade