Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Incêndios devastam a costa oeste americana e deixam sete mortos

Ao menos sete pessoas perderam suas vidas, mas autoridades afirmam que esse número pode aumentar

Por Da Redação 10 set 2020, 16h47

Comunidades inteiras foram devastadas pelas chamas que se ainda se alastram na costa oeste dos Estados Unidos por conta dos incêndios florestais. Ao todo, sete pessoas morreram nos incêndios, mas autoridades advertem que o número pode ser maior, uma vez que regiões mais isoladas estão de difícil acesso por conta do fogo.

No Oregon, a governadora democrata Kate Brown disse, nesta quinta-feira, 10, que ao menos cinco regiões foram destruídas. “Quero ser franca ao declarar que esperamos ver uma grande perda. Esta pode ser a maior perda de vidas humanas e propriedades por incêndios florestais na história do nosso estado”, afirmou Brown.

Os estados da Califórnia e de Washington também lutam para conter os incêndios que se propagam em grande velocidade desde o fim de semana devido a uma intensa onda de calor, seguida de ventos fortes e secos.

Entre as mortes anunciadas na quarta-feira 9, está a de um bebê de um ano em Washington, enquanto os pais sofreram queimaduras graves. No norte da Califórnia, três corpos ainda não tiveram suas identidades confirmadas, enquanto outras duas foram confirmadas em Oregon, no condado de Santiam Canyon. Segundo autoridades locais, o número pode ser maior.

Jody Evans, residente de Detroit, uma das cinco localidades devastadas no Oregon, conseguiu fugir quando o fogo se aproximava de sua casa. “Foi como dirigir no inferno”, disse Evans a emissora Newschannel 21 sobre sua fuga entre árvores derrubadas, chamas e cinzas.

Na Califórnia, moradores da Baía de São Francisco observaram o céu vermelho. Em alguns pontos do estado o céu ficou tão escuro ao meio-dia que parecia noite. Em algumas localidades, cinzas caíram como neve.

A costa oeste sofre com uma das maiores ondas de calor já registradas na região, com recordes de 49° Célsius em São Francisco e 55°C nas áreas mais afastadas. O tempo seco e extremamente seco ajuda na propagação das chamas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade