Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Incêndio florestal na Grécia devasta área maior que capitais brasileiras

Equipes de resgate e bombeiros já combatem chamas há 11 dias

Por Da Redação
29 ago 2023, 12h14

Combatidas pelos bombeiros há 11 dias, as chamas de incêndios florestais no nordeste da Grécia já devastaram uma área maior que a cidade de Nova York e que diversas capitais brasileiras, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 29, pelo Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus, da União Europeia.

Alimentado por ventos fortes e clima quente, o fogo começou perto da cidade de Alexandroupolis e rapidamente se espalhou pela região de Evros, matando pelo menos 20 pessoas na semana passada. O incêndio é o mais mortal da Europa neste verão.

Em uma postagem na rede social X, anteriormente conhecida como Twitter, o Copernicus disse que as chamas devastaram pelo menos 808,7 km², esclarecendo que ele foi o maior incêndio em solo europeu em anos. O fogo transformou áreas de vegetação exuberante em terra arrasada e destruiu casas e meios de subsistência.

+ Pelo décimo dia, Grécia enfrenta incêndio mais mortal do verão europeu

Em comparação, a área destruída é maior do que várias capitais brasileiras, como Belo Horizonte (331,4 km²), Salvador (693,8 km²), Curitiba (432 km²), Porto Alegre (496,8 km²) e Goiânia (728,8 km²). A destruição também chegou a ser maior do que a área da cidade de Nova York, que ocupa 778,2 km².

Continua após a publicidade

As autoridades presumem que todos os mortos, exceto um, eram migrantes irregulares que cruzaram a fronteira da Turquia, fugindo da polícia na floresta. O governo teme que mais corpos possam ser encontrados quando as chamas forem apagadas, já que a região de Evros é uma passagem popular para a UE para milhares de migrantes e refugiados todos os anos.

+ Incêndios florestais na Grécia se espalham para arredores de Atenas

Aeronaves e equipes de bombeiros de Sérvia, Eslováquia, República Tcheca e Albânia auxiliam os gregos na luta contra as chamas. Porém, autoridades alertaram que os riscos do incêndio permaneciam elevados nesta terça-feira, 29.

Os incêndios florestais de verão são comuns na Grécia, mas o governo afirma que as condições meteorológicas extremas, que os cientistas associam às alterações climáticas, os agravaram este ano. O incêndio mais mortal já registrado na Grécia matou 104 pessoas nos arredores de Atenas em 2018.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.