Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gingrich e Romney saem em busca do voto latino no sul da Flórida

Os aspirantes à candidatura republicana à Casa Branca, Mitt Romney e Newt Gingrich, deram início nesta quarta-feira a encontros com líderes da comunidade hispânica do sul da Flórida, onde mais de 450.000 eleitores de origem latina estão inscritos para as primárias da próxima terça-feira, consideradas decisivas.

Com mensagens em espanhol, transmitidas pela televisão, os pré-candidatos intensificaram os apelos na mídia, disparando promessas de recuperação econômica, explicando como derrotariam o regime comunista de Cuba e – principalmente Romney – suavizando as posições sobre a imigração, depois de defender o que chamou de “autodeportação” dos ilegais.

“A autodeportação: os próprios imigrantes vão decidir que o melhor é voltar para casa, se não puderem encontrar trabalho aqui, porque não possuem a documentação necessária”, disse Romney na segunda-feira passada.

Gingrich, que desde a surpreendente vitória de sábado nas primária da Carolina do Sul continua subindo nas pesquisas, multiplicou, como Romney, suas aparições na mídia em espanhol a menos de uma semana da disputa de 31 de janeiro na Flórida.

Um total de 1,4 milhão de eleitores hispânicos estão registrados no Estado, dos quais 452.619 são inscritos como republicanos e 564.513, como democratas, segundo o departamento eleitoral.

Na tentativa de atrair o voto no sul da Flórida, capital do exílio cubano, Gingrich disse na noite de terça-feira, em entrevista ao canal Telemundo, que consideraria o parlamentar de origem cubana, Marco Rubio, como possível vice-presidente em sua chapa – caso ganhasse a indicação do partido para enfrentar Barack Obama no dia 6 de novembro.

O senador Marco Rubio, de 40 anos, é muito popular na Flórida.

Gingrich assistiu nesta quarta-feira a um fórum promovido pelo Miami Dade College, a Câmara de Comércio hispânica dos Estados Unidos e a Univisión, saudando os participantes em espanhol.

Aproveitou para explicar suas intenções de pôr um ponto final no regime castrista em Cuba logo no início do governo, chamou Chávez de “um Fidel jovem”, nocivo no cenário internacional e criticou a proposta de Romney de deportação.

“Pensar que uma avó vá se autodeportar… mostra que não se preocupa com o lado humano das pessoas que estão aqui”, disse o pré-candidato de 68 anos.

Enquanto isto, Romney está respondendo agora à tarde a perguntas formuladas pelo mesmo fórum na Univisión, o canal de língua espanhola de maior audiência no país.

A estada em Miami, onde o voto cubano-americano e de nicaraguenses nacionalizados supera os 50%, vai até sexta-feira, quando os dois políticos vão participar da conferência do grupo The Hispanic Leadership Network (HLN) em Miami.

Segundo pesquisa da Latino Decisions divulgada nesta quarta-feira, entre a população de língua espanhola da Flórida para as primárias republicanas de 31 de janeiro, “Mitt Romney tem 15 pontos de vantagem sobre Newt Gingrich (35%-20%), com Ron Paul e Rick Santorum roçando os 6% e 7%”, e com 21% de indecisos.

Em relação às presidenciais de 6 de novembro, a enquete revela que o presidente Obama mantém sólida vantagem sobre os adversários potenciais: 67% a 25% para Romney e 70% a 22% para Gingrich.