Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA vão exigir teste de Covid-19 negativo a passageiros do Reino Unido

Medida passa a valer a partir da próxima segunda-feira, 28

Por Da Redação 25 dez 2020, 09h30

Os Estados Unidos vão exigir que todos os passageiros de companhias aéreas que chegarem do Reino Unido apresentem teste negativo para Covid-19, feito até 72 horas antes do embarque. A medida, tomada hoje pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), passa a valer a partir da próxima segunda-feira, 28.

As autoridades americanas estão preocupadas com a nova variante do coronavírus, que pode ser de 50 a 74% mais transmissível, segundo apontou estudo britânico. Segundo a diretriz, os passageiros devem fornecer documentação por escrito do resultado do teste de laboratório (em papel ou eletrônico) para a companhia aérea.

As companhias aéreas têm que confirmar resultados de teste negativos para todos os passageiros antes de embarcar. Se os passageiros decidirem não fazer o teste, a companhia aérea deve recusar o embarque. O CDC afirmou que os passageiros devem apresentar teste PCR ou teste de antígeno.

Três dias antes, o presidente Donald Trump havia dito às empresas aéreas dos EUA que não planejava exigir nenhum teste para os passageiros que viessem do Reino Unido.

Uma série de países fechou fronteiras para viajantes do Reino Unido. O Brasil proibiu voos vindos do bloco formado por Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte a partir de hoje.

Na quinta-feira, 24, as companhias americanas United Airlines e a Delta Air Lines já estavam exigindo que todos os passageiros vindos em voos do Reino Unido para os Estados Unidos apresentassem um teste negativo para Covid-19, também realizado até 72 horas antes do embarque.

Continua após a publicidade
Publicidade