Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA divulgam dados de militares mortos em ataque talibã

Trinta americanos morreram em violento incidente no Afeganistão

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou nesta quinta-feira as identidades dos trinta militares americanos que viajavam no helicóptero derrubado em ataque talibã no Afeganistão. Entre os mortos estão 17 membros do grupo de operações especiais da Infantaria da Marinha (Navy Seals). Além dos americanos, morreram sete membros da força de segurança afegã e um tradutor.

Oficiais do Comando de Operações Espaciais, que supervisionam unidades como os Seals e o grupo Delta Force, haviam solicitado ao secretário de Defesa, Leon Panetta, que mantivesse os nomes em segredo por motivos de segurança. Contudo, o secretário decidiu divulgar nome, categoria, idade, unidade à qual pertenciam e cidade de origem dos militares mortos.

Segundo o porta-voz do Pentágono, Dave Lapan, os comandantes das equipes de Operações Especiais afirmaram que publicar a identidade dos 17 Seals e três membros da Força Aérea poderia ter “implicações na segurança”, mas não entrou em maiores detalhes. O porta-voz disse também que Panetta “considerou cuidadosamente todos os aspectos” antes de dar sinal verde para a divulgação dos nomes.

Talibãs – No sábado, um helicóptero dos Estados Unidos caiu no Afeganistão no incidente mais violento para a Otan desde a invasão do país há quase 10 anos. O general americano John Allen, comandante das forças internacionais no Afeganistão, afirmou na quarta-feira que as forças da coalizão mataram os talibãs que derrubaram o helicóptero – o que os talibãs negaram nesta quinta-feira.

“Não é correto. Depois de ouvir o que disse o inimigo, entramos em contato com o combatente que derrubou o helicóptero, e ele não está morto. Está muito ocupado com a guerra santa em outra parte do país”, declarou um porta-voz dos talibãs.

(Com agência EFE)