Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA: Corpo de ex-militar que matou seis pessoas é encontrado

Polícia lançou caçada para localizar veterano Bradley William Stone, acusado de matar a ex-mulher e outras cinco pessoas

A caçada ao ex-militar Bradley William Stone terminou na tarde desta terça-feira após seu corpo ser localizado em um matagal próximo da casa onde morava, na localidade de Pennsburg, no Estado da Pensilvânia. Ele era apontado como responsável pela morte da ex-mulher e de cinco pessoas de sua família em três diferentes localidades próximas à Filadélfia.

Ao longo da noite de segunda-feira e a manhã desta terça, centenas de policiais lançaram buscas por Stone. A informação sobre a morte de Stone, que tinha 35 anos, foi confirmada pela promotora Risa Vetri Ferman, mas as circunstâncias exatas de sua morte não foram divulgadas.

Leia também

Parentes de vítimas de massacre processam fabricante de armas

Ataque em escola nos Estados Unidos deixa três feridos

O ex-militar Bradley William Stone O ex-militar Bradley William Stone

O ex-militar Bradley William Stone (/)

De acordo com as autoridades, Stone primeiro matou sua ex-mulher, Nicole, de 33 anos, em uma casa de Souderton, possivelmente na frente das duas filhas. Depois matou a avó da ex-mulher, Patricia Hill, de 75 anos. Na sequência, ele também matou a ex-cunhada, Patricia Flick, junto com o marido e uma filha de 14 anos. Outro filho de Patricia foi ferido e está internado em estado crítico.

Enquanto tentava capturar Stone, a polícia o descreveu como um homem “armado e perigoso”, e pediu à população para que permanecesse em casa. O ex-militar combateu no Iraque e teve que deixar seu posto por estresse pós-traumático. De acordo com a imprensa americana, Stone e Nicole se divorciaramem 2009 e brigavam na Justiça pela guarda das filhas.