Clique e assine a partir de 8,90/mês

Estado Islâmico trafica órgãos para se financiar

Diplomata iraquiano apresentou ao Conselho de Segurança da ONU um relatório detalhando a venda ilegal de órgãos humanos feita pelos jihadistas

Por Da Redação - 19 fev 2015, 08h04

O governo do Iraque denunciou nesta quarta-feira à Organização das Nações Unidas (ONU) que o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) está traficando órgãos humanos no mercado negro para se financiar. “Nós temos os corpos. Venham examiná-los, é evidente a falta de órgãos”, disse o embaixador do Iraque na ONU, Mohammed Ali al Hakim. Segundo a denúncia, cada rim vendido ilegalmente – um dos órgãos mais traficados – rende cerca de 130.000 dólares (mais de 350.000 reais) aos jihadistas.

O diplomata iraquiano apresentou um relatório sobre a situação para o Conselho de Segurança da ONU e cobrou uma postura mais firme da aliança Ocidental que combate o EI para coibir a prática de extração e venda ilegal de órgãos. A denúncia iraquiana também afirma que os jihadistas matam os médicos que se recusam a cooperar com eles na retirada de órgãos.

Leia também

EUA estão em guerra contra aqueles que corromperam o Islã, diz Obama

Estado Islâmico divulga vídeo de decapitação de cristãos egípcios

Egito bombardeia alvos do EI após decapitação coletiva

“Nas últimas semanas, foram mortos pelo menos dez médicos que se recusaram a retirar órgãos”, disse Hakim, complementando que o governo iraquiano encontrou valas comuns com muitos corpos violados e sem alguns órgãos.

Além do tráfico de órgãos, Hakim também acusou os jihadistas de venderem ilegalmente no exterior artefatos arqueológicos roubados nas diversas cidades que eles saqueiam. Na semana passada, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução que tentaram bloquear as fontes de financiamento de grupos terroristas no Iraque e na Síria. Os jihadistas são financiados, entre outras fontes, de venda ilegal de petróleo, saques, sequestros e de remessas ilegais de dinheiro de simpatizantes no exterior.

Continua após a publicidade
Publicidade