Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Enfermeiros uruguaios são processados por matar 16 pacientes

Montevidéu, 18 mar (EFE).- Dois enfermeiros uruguaios foram processados neste domingo pela morte de 16 pacientes nas unidades de terapia intensiva de dois hospitais de Montevidéu, com o argumento de que faziam isso ‘por piedade’ a suas vítimas, informaram fontes da Justiça do país.

‘O processo é contra três pessoas: uma por cinco delitos de homicídio especialmente agravado em regime de reiteração, outro por 11 delitos de homicídio em regime de reiteração real, e uma mulher por cumplicidade em um delito de homicídio’, disse o juiz do caso, Rolando Vomero,

Os homens, de 49 e 36 anos, e com longa trajetória profissional, aparentemente não tinham relação entre si e os casos foram descobertos após algumas mortes consideradas duvidosas.

Os homicídios foram registrados na unidade cardiológica do Hospital Maciel e no CTI da Asociación Española Primera de Socorros Mutuos. EFE