Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Egito fala em reconstruir uma das sete antigas maravilhas do mundo

O Farol de Alexandria, originalmente construído em 280 a.C., ficou destruído depois de ser atingido por três terremotos

Por Da Redação
8 Maio 2015, 21h43

O Egito anunciou que está realizando os últimos estudos necessários para reconstruir o Farol de Alexandria, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Mostafa Amin, representante do Conselho Supremo de Antiguidades do país, disse à imprensa egípcia que o planejamento final da obra foi encaminhado ao governo da cidade. A intenção é construir o novo farol perto da região onde o original estava localizado.

O monumento foi construído em 280 a.C. e tinha altura estimada em 137 metros. Historiadores acreditam que o farol foi destruído por três terremotos que atingiram Alexandria em 956, 1323 e 1480, sendo que as pedras remanescentes foram utilizadas na construção do Forte de Qaitbay.

Leia também:

Pintura egípcia de 3 400 anos vai a leilão em Paris

Em 1994, arqueólogos franceses descobriram as ruínas do monumento no fundo do oceano. Na ocasião, Jean-Yves Empereur, responsável por liderar a equipe de especialistas, disse ter encontrado “colunas de todos os tamanhos, datadas de centenas de anos, bases de colunas e capiteis, esfinges, estátuas e alguns blocos imensos de granito que, levando em conta o local em que estavam deitados, certamente caíram do famoso farol”.

Continua após a publicidade

Não foram divulgados os custos envolvidos na construção da réplica do farol nem o local exato em que será erguida. O Ministério das Antiguidades do Egito vinha sendo criticado por não dar a atenção devida à preservação de relíquias e construções históricas. Durante os levantes populares que derrubaram o ditador Hosni Mubarak, em 2011, e o presidente Mohamed Mursi, em 2013, museus foram saqueados e peças de inestimável valor para a história da humanidade acabaram nas mãos de mercadores clandestinos.

Segundo o jornal Daily Telegraph, tribunais egípcios julgarão no próximo ano se dezenas de construções classificadas em 2008 como patrimônios históricos deverão ser removidas da lista para poderem serem demolidas. Em abril, a imprensa local noticiou que as paredes do Forte Qaitbay começaram a rachar devido às infiltrações.

Das sete maravilhas do mundo antigo, somente a pirâmide de Quéops ainda existe. Ela está localizada na cidade egípcia de Gizé.

(Da redação)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.