Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dennis Rodman promete livro e entrevista com Kim Jong-un

Ex-astro da NBA revelou que vai treinar a seleção norte-coreana de basquete e pretende levar ex-jogadores da liga americana para jogo em Pyongyang

O ex-astro do basquete americano Dennis Rodman continua firme em seu propósito de mudar a imagem que o mundo tem da Coreia do Norte – como se fosse possível escapar à realidade. Poucos dias depois de voltar de sua segunda viagem ao país comunista, desta vez ele revelou os mais recentes frutos de sua bizarra amizade com o ditador Kim Jong-un. Em entrevista coletiva em Nova York nesta segunda-feira, Rodman disse que vai treinar a seleção norte-coreana de basquete, levar ex-jogadores da NBA para Pyongyang, escrever um livro com Kim Jong-un e entrevistar o ditador na televisão. “Vou construir uma ponte com a Coreia do Norte”, assegurou Rodman na entrevista, na qual voltou a defender Kim Jong-un, a quem chamou de “amigo”, apesar das críticas da comunidade internacional contra o regime norte-coreano.

Leia também:

Dennis Rodman volta de Pyongyang sem americano preso

Ex do ditador da Coreia do Norte foi fuzilada, segundo jornal

“Ele (Kim Jong-un) me disse: você pode treinar a nossa seleção durante os próximos três anos para competirmos nos Jogos Olímpicos? E eu disse, sim”, revelou o extravagante ex-jogador da NBA. Além disso, garantiu que o ditador norte-coreano concordou com a disputa de uma partida amistosa em Pyongyang entre antigas estrelas da NBA e os melhores jogadores de basquete norte-coreanos. O jogo, segundo o ex-jogador americano, será disputado no dia 8 de janeiro, o aniversário de Kim Jong-un, que teria prometido a presença de 95 000 pessoas no estádio.

Por último, Dennis Rodman revelou que vai escrever um livro junto com Kim e também prometeu entrevistá-lo para a televisão em sua próxima visita a Pyongyang. A visita vai acontecer, segundo Rodman, no dia 15 de dezembro e o ex-jogador do Chicago Bulls e do Detroit Pistons vai começar a treinar a seleção norte-coreana visando a partida de 8 de janeiro.

Vídeo: Dennis Rodman viaja para Coreia do Norte

Sobre Kim Jong-un, que em menos de dois anos no poder comandou uma campanha de ameaças retóricas sem precedentes contra Coreia do Sul e Estados Unidos e realizou um teste nuclear, Dennis Rodman afirmou que “não quer uma guerra”, mas “deseja uma mudança”.

Nesta segunda, o ex-jogador de basquete revelou em entrevista ao jornal britânico The Guardian que o ditador norte-coreano tem uma pequena filha que se chama Ju Ae, o que não se sabia até agora.

O isolamento do regime norte-coreano torna quase impossível a confirmação de informações pessoais em torno de herdeiro da dinastia comunista, que se mantém pouco acessível – a barreira ao mundo exterior, porém, parece ter sido de alguma forma quebrada por Rodman com sua chamada “diplomacia do basquete”. Mesmo assim, é pouco provável que isso resulte em alguma mudança nas relações do regime com o Ocidente.

(Com agência EFE)