Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conservador Rick Santorum volta a concorrer à Presidência dos EUA

O ex-senador da Pensilvânia, conhecido por seu radicalismo contra o casamento gay, é mais um político a disputar a indicação do Partido Republicano nas primárias

Rick Santorum, ex-senador pelo Estado da Pensilvânia entre 1995 e 2007, anunciou nesta quarta-feira que concorrerá à indicação do Partido Republicano para as eleições presidenciais americanas de 2016. Em 2012, Santorum despontou como o principal adversário de Mitt Romney nas primárias da corrida à Casa Branca. Ele chegou a vencer em Iowa, onde as primárias têm início nos Estados Unidos, e acumulou outros triunfos importantes, mas deixou a campanha após sua filha, que nasceu com uma rara doença, ser hospitalizada. Romney, à época, conquistou a nomeação republicana e foi derrotado na votação geral pelo atual mandatário, Barack Obama.

Leia também:

Jeb Bush diz que casamento gay não deve ser direito constitucional

Guerra do Iraque é vista como um erro por postulantes à Casa Branca

E-mails mostram que Hillary sabia de ameaças contra americanos na Líbia

Muitos dos votos acumulados por Santorum vieram de setores religiosos e conservadores da sociedade americana que apoiam as visões políticas do ex-senador, principalmente sua veemente oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Quando legislava no Congresso, Santorum se opôs até ao ensinamento da teoria da evolução nas escolas dos Estados Unidos. Ele também atraiu fortes críticas de grupos defensores dos direitos dos gays ao dizer que o homossexualismo era comparável à bestialidade.

Desta vez, a popularidade de Santorum não parece estar em alta. Ele terá de enfrentar um cenário muito mais complexo para conquistar a indicação dos republicanos, já que se tornou o sétimo político a declarar formalmente o interesse de concorrer à nomeação pelo partido. A expectativa é de que nos próximos dias governador de Wisconsin, Scott Walker, e o ex-governador da Flórida, Jeb Bush, também anunciem suas candidaturas. Bush é apontado como o único político capaz de concorrer de igual para igual com Hillary Clinton, a favorita a conquistar a nomeação dos democratas nas primárias.

(Com agência Reuters)