Clique e assine a partir de 8,90/mês

Como Trump e a primeira-dama dos EUA se infectaram com a Covid-19

O presidente e Melania foram testados após o resultado positivo de uma das conselheiras mais próximas do republicano, Hope Hicks

Por Julia Braun - Atualizado em 2 out 2020, 12h23 - Publicado em 2 out 2020, 08h35

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira, 2, que ele e a primeira-dama Melania testaram positivo para a Covid-19. “Começaremos nosso processo de quarentena e recuperação imediatamente. Juntos, vamos superar isso!”, disse Trump no Twitter.

Em uma declaração subsequente, o médico da presidência, Sean Conley, detalhou que “o presidente e a primeira-dama estão bem neste momento e planejam permanecer em sua casa na Casa Branca durante a convalescença”.

Melania Trump também disse que ela e o marido estão bem. “Como muitos americanos este ano, o presidente e eu estamos em quarentena em casa depois de um teste positivo para Covid-19. Nos sentimos bem e adiei todos os meus próximos compromissos. Tenha cuidado e todos nós superaremos isso juntos”, afirmou a primeira-dama.

Trump e sua esposa foram testados após o resultado positivo de uma das conselheiras mais próximas do presidente, Hope Hicks. A assessora, de 31 anos, viajou várias vezes esta semana a bordo do Força Aérea 1 com Trump.

Na última quarta-feira os dois voaram para Minnesota, onde o presidente fez um comício de campanha. Eles também viajaram juntos para Cleveland, Ohio, no dia anterior, para o debate presidencial, e para a Pensilvânia, onde no sábado foi realizado outro comício.

ASSINE VEJA

O novo perfil que Bolsonaro quer para o STF Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemia
Clique e Assine

A imprensa americana noticiou que a conselheira teve sintomas do novo coronavírus no voo de volta para Washington vindo de Minnesota. Ela foi colocada em quarentena no avião presidencial e na quinta-feira seu positivo para Covid-19 foi confirmado. Hicks foi vista sem máscara em diferentes momentos durante essas viagens, assim como Trump, que não usa máscara em público.

Donald Trump ao lado de sua assessora, Hope Hicks – 01/10/2020 Mandel NGAN/AFP

Trump reconheceu seu positivo para coronavírus duas horas após anunciar que ele e a primeira-dama estavam iniciando um “processo de quarentena” devido ao positivo de Hicks. “Hope Hicks, que tem trabalhado muito sem fazer uma pequena pausa, acabou de testar positivo para Covid-19. Terrível! A primeira-dama e eu estamos aguardando os resultados de nossos testes. Nesse ínterim, começaremos nosso processo de quarentena!”, disse o presidente.

Depois de confirmar o positivo, a Casa Branca modificou a agenda de Trump para hoje, suspendendo os eventos que ele havia planejado fora da Casa Branca, que incluíam uma reunião com apoiadores em seu hotel em Washington e um comício em Sanford, perto de Orlando, na Flórida.

O positivo de Trump impacta diretamente na campanha presidencial, cujas eleições estão marcadas para o próximo dia 3 de novembro.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade