Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CNN: imagens apontam 2 suspeitos de atentado em Boston

Obama e Michelle devem visitar vítimas das explosões nesta quinta-feira

Os investigadores do atentado a bomba na maratona de Boston que matou três pessoas e deixou mais de 170 feridos estão trabalhando com a possibilidade de dois suspeitos do crime, baseados em imagens realizadas durante o evento, afirmaram nesta quinta-feira a rede CNN e o Los Angeles Times, citando um policial anônimo.

Leia também:

Leia também: FBI diz que irá ‘até o fim do mundo’ atrás de culpados

Na quarta-feira, a CNN afirmou erroneamente que o suspeito havia sido preso, citando fontes ligadas à investigação. Outros meios de comunicação também deram a notícia sobre a prisão, desmentida minutos depois por meio de um comunicado da polícia federal americana (FBI). O comunicado do FBI seguiu o departamento de polícia de Boston, que informou, pelo Twitter, que não havia ocorrido nenhuma prisão relacionada ao ataque.

O tribunal federal de Boston, que já estava rodeado por jornalistas esperando a chegada do suspeito, foi evacuado. O jornal The Washington Post informou que aproximadamente uma hora depois, o tribunal foi reaberto.

Investigação – Os investigadores identificaram na quarta-feira um suspeito de ter realizado o atentado a partir de imagens de câmeras de segurança gravadas antes da segunda explosão na rua Boylston, que ocorreu perto da linha de chegada da Maratona de Boston, na segunda-feira. O jornal The Boston Globe descreveu que a imagem mostra um suspeito carregando e possivelmente abandonando uma mochila preta. Um oficial do FBI disse que as bombas foram colocadas dentro de uma mochila preta de nylon.

Os investigadores estão “cada vez mais perto” de desvendar o caso, disse o governador do estado de Massachusetts, Deval Patrick. “Eu gostaria que eles tivessem descoberto o causador dessa catástrofe em minutos, mas entendo pela minha experiência que isso levará algum tempo”, disse.

Na manhã desta quinta-feira, o presidente americano, Barack Obama, e sua mulher, Michele, devem visitar vítimas da explosão em Boston, enquanto a cidade se prepara para homenageá-las.

Saiba mais: Carta com substância suspeita é enviada a Obama

Terror – As duas explosões ocorreram com poucos segundos de intervalo, na segunda-feira, junto à linha de chegada da Maratona de Boston. Muitas vítimas sofreram amputações, e 23, segundo a CNN, continuam em estado crítico. Os três mortos são um menino de 8 anos, morador de Boston; uma mulher de 29 anos, que vivia numa cidade próxima; e uma chinesa, estudante de pós-graduação na Universidade de Boston.

Além da visita aos feridos, Obama vai participar, em Boston, de uma cerimônia em homenagem às vítimas. Na terça-feira, o presidente americano qualificou o incidente como um “ato de terror”. Esse foi o pior atentado em solo americano desde o ataque da Al Qaeda com aviões sequestrados, em 11 de setembro de 2001.

Pistas – O foco da investigação é uma mochila preta no local da explosão. Entre os indícios recolhidos no local do atentado, há pedaços de nylon preto que podem ser de uma mochila, fragmentos de esferas metálicas e pregos, e possivelmente restos de uma panela de pressão, segundo Richard Deslauriers, agente especial do FBI encarregado do escritório de Boston.

Suspeita-se que os autores do atentado carregavam malas pesadas ou mochilas feitas de nylon escuro e que as bombas tenham sido preparadas com pólvora e esferas metálicas colocadas dentro de panelas de pressão. Porém, os investigadores ainda não sabem se os responsáveis são um grupo organizado ou um indivíduo solitário, se são estrangeiros ou americanos.