Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

China avisa que segurança é prioridade

Por Giancarlo Lepiani
1 abr 2008, 10h39

Os protestos contra a presença chinesa no Tibete fizeram da segurança a nova prioridade da organização dos Jogos Olímpicos de Pequim. De acordo com anúncio feito na manhã desta terça-feira pelas autoridades chinesas, as tropas paramilitares de Pequim foram mobilizadas para impedir qualquer manifestação violenta. O Comitê Olímpico Internacional (COI) diz que o assunto é tratado com seriedade pelos chineses e que os preparativos na área da segurança são “excelentes”. Em entrevista ao jornal oficial das forças paramilitares chinesas, o presidente do país, Hu Jintao, deixa claro que a segurança agora é a preocupação número 1. “Sem essa garantia de segurança, não haverá uma Olimpíada bem-sucedida, e a imagem nacional estará perdida”, avisou ele. Os paramilitares, que formam a Polícia Armada Popular, receberam uma “ordem política de mobilização” para preparar sua participação na proteção aos Jogos, que começam no dia 8 de agosto. O texto do jornal das forças paramilitares faz alertas graves. “Os tambores da guerra já são ouvidos, uma batalha decisiva está diante de nós”, diz a publicação. “Pelo bem da imagem da nação chinesa e pela honra da Polícia Armada Popular, que ninguém esqueça de suas funções.” No mês passado, protestos de ativistas tibetanos dentro e fora do território ocupado pela China terminaram com dezenas de mortos e ofuscaram os preparativos para a Olimpíada, irritando o governo. As autoridades chinesas avisam que não há lugar para manifestações políticas nos eventos ligados aos Jogos. “Quero enfatizar que se alguém pretende usar essa grande ocasião esportiva para defender sua plataforma política, esse alguém está no lugar errado”, disse a porta-voz Jiang Yu, do Ministério das Relações Exteriores. “Se houver qualquer interferência ou sabotagem à passagem da tocha olímpica, por exemplo, isso será uma provocação ao espírito dos Jogos”, avisa

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.