Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chávez diz que deixará poder em 2031, mas não verá Venezuela de seus sonhos

Caracas, 21 nov (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, admitiu nesta segunda-feira que não verá o país como espera que ele se torne, apesar de ter dito que ficará no poder até 2031, e pediu aos jovens que terminem ‘a tarefa’ de tornar a nação ‘livre e grande’.

‘Por mais tempo que eu viva, já tenho certeza de que não verei a Venezuela como a sonho, mas o que me importa. Ela será vista por meus filhos, minhas filhas, meus netos, minhas netas, será vista por vocês, rapazes, e vocês, moças’, afirmou Chávez em discurso para centenas de jovens que hoje marcharam em Caracas.

O governante recebeu no dia do estudante universitário vários jovens que após terem feito uma passeata pela capital se concentraram no Palácio de Miraflores (sede do governo), onde cantaram e fizeram coro com o líder no hino nacional.

Chávez, que em junho deste ano passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor cancerígeno, reiterou que deixará o poder em 2031, para desvirtuar as especulações sobre seu suposto precário estado de saúde.

‘Tinha previsto sair em 2021, mas agora como os esquálidos (opositores) estão dizendo que estou morrendo, que já estou pronto para ir para a grelha, que já não aguento mais (…) agora tenho o plano e o proponho, com a ajuda de Deus e a vontade de vocês, de governar aqui de agora até 2031’, declarou.

Chávez disse ainda que em seu próximo mandato, de 2013 a 2019, fará um ‘aprofundamento da revolução socialista’.

‘Socialismo, socialismo e mais socialismo. Temos que aprofundar a luta e a derrota contra os vícios do passado que ainda persistem entre nós. Os vícios do capitalismo: a violência, a insegurança, a desigualdade, a corrupção, o egoísmo, o individualismo, ainda há muito disso’, declarou. EFE