Clique e assine a partir de 9,90/mês

Candidato dos Irmãos Muçulmanos pede que egípcios continuem ‘revolução’

Por Ahmed Mahmoud - 2 jun 2012, 20h17

O candidato dos Irmãos Muçulmanos nas eleições presidenciais, Mohamed Mursi, convocou neste sábado os egípcios a continuarem sua “revolução”, e se uniu à noite aos manifestantes concentrados na Praça Tahrir, no Cairo, para denunciar o veredito do julgamento de Hosni Mubarak.

Mursi chegou acompanhado de militantes, que abriram passagem em meio à multidão. Pouco antes, o candidato, que enfrentará no segundo turno das eleições o último premier de Hosni Mubarak, Ahmad Shafiq, disse que os manifestantes deveriam exigir eleições livres e a transferência de poder pelo Exército.

“Vocês, meus irmãos, devem perceber, neste momento, que a continuidade da revolução, com os revolucionários nas praças, é a única garantia de que os objetivos serão alcançados”, disse Mursi em entrevista coletiva.

Os Irmãos Muçulmanos, representados por seu braço político, o Partido da Liberdade e Justiça, venceram as eleições legislativas. O Conselho Supremo das Forças Armadas, que dirige o país desde a partida do presidente Mubarak, prometeu entregar o poder assim que o próximo presidente for eleito.

Continua após a publicidade
Publicidade