Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Campanha de Romney liga Obama a Chávez, Fidel e Che

Vídeo mostra ditador venezuelano dizendo que votaria em Obama. Anúncio faz parte da disputa por voto de imigrantes latinos que moram no estado da Flórida

Um anúncio da campanha do republicano Mitt Romney liga o presidente Barack Obama a três figuras latino-americanas: o venezuelano Hugo Chávez, o cubano Fidel Castro e o argentino Che Guevara. O vídeo, inteiramente falado em espanhol, tem como foco a parcela latina da população americana, em especial a população cubana que mora na Flórida, um dos mais importantes entre os estados que podem ser decisivos na eleição da próxima terça-feira.

O vídeo está sendo divulgado em canais de língua espanhola pelo menos desde terça-feira, segundo o jornal The Miami Herald. O diário afirma ainda que a apresentadora de uma rádio de língua espanhola elogiou o vídeo e o convidado do seu programa na quarta-feira, o republicano Mario Diaz-Balart, chegou a usar o ditado “Diga-me com quem andas e te direi quem és” para ressaltar a mensagem do anúncio.

Leia mais:

Obama tem vantagem em três estados-chave, diz pesquisa

Nas imagens, o ditador Chávez afirma que, se pudesse, votaria em Obama e que se o presidente americano tivesse nascido na Venezuela, também votaria nele.

Mariela Castro, sobrinha do ditador Fidel Castro, aparece fazendo afirmação semelhante.

Assista ao vídeo:

Caio Blinder: O voto latino e os señores Obama e Romney

O anúncio ainda liga Obama a Che Guevara, dizendo que um e-mail enviado pela Agência de Proteção Ambiental do governo em celebraçaõ das raízes hispânicas do país trazia a foto do sanguinário guerrilheiro argentino e a conhecida frase “Até a vitória, sempre”. A agência diz que a mensagem foi enviada por um funcionário sem aprovação.

O vídeo também foi publicado no canal de Mitt Romney no Youtube.

Saiba mais: A demografia a favor de Obama: minorias serão maioria

Obama, como acontece tradicionalmente com os políticos democratas, tem mais aprovação que os republicanos entre a parcela latina da população dos Estados Unidos. Mas as pesquisas têm mostrado uma ligeira vantagem para Romney na Flórida.