Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro será executado neste sábado por tráfico

Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, está preso desde 2003. Governo brasileiro tenta intervir, mas ainda não obteve respostas da Indonésia

O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, será executado neste sábado pelo governo da Indonésia por uma condenação por tráfico de drogas, reporta a Folha de S. Paulo nesta quinta-feira. A informação foi confirmada por Tony Spontana, porta-voz da Procuradoria-Geral, órgão responsável pelas execuções no país. O Ministério das Relações Exteriores e o próprio Cardoso Moreira já foram informados do cumprimento da sentença. Em 2003, o brasileiro tentou entrar no país com mais de 13 Kg de cocaína escondidos em tubos metálicos de uma asa-delta. No ano seguinte ele foi condenado, e desde então estava detido.

Se a execução for consolidada, será a primeira vez que um brasileiro morre condenado à pena de morte no exterior. Outro brasileiro, Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 42 anos, também foi condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas e teve, na semana passada, seu pedido de clemência rejeitado pelo presidente Joko Widodo. Com isso, não há mais recursos legais que possam impedir a sua execução, que ainda não foi marcada.

Leia também

Paranoia causada por drogas levou brasileiro à morte no México

Ainda de acordo com a Folha, o governo da Indonésia não respondeu aos apelos do governo brasileiro, que interveio com uma mensagem da presidente Dilma Rousseff para Widodo. Ex-governador de Jacarta, Joko Widodo assumiu a presidência em outubro e implantou uma política de tolerância zero para traficantes, prometendo executar os condenados por esse tipo de crime. Ele tem apoio da população, amplamente favorável à pena de morte. Em 2013, a Indonésia fuzilou cinco condenados e atualmente há 64 presos no corredor da morte no país.