Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Autoridades belgas intensificam buscas por menina de 4 anos

Por Da Redação - 23 maio 2012, 06h40

Bruxelas, 23 mai (EFE).- A Polícia belga intensificou nas últimas horas as buscas por Diana Farkas, uma menina de 4 anos de idade desaparecida desde segunda-feira, cuja mãe permanece detida como a principal suspeita pelo sumiço, embora não tenha sido acusada formalmente.

A menina foi vista pela última vez na tarde de segunda-feira na localidade de Gerpinnes, na região de Hainaut (sul da Bélgica).

As diferentes versões apresentadas pela mãe, Juliana Santana Duran, a tornaram a principal suspeita até o momento, de acordo com a Polícia.

O juiz de instrução que conhece o caso decidiu ontem prolongar por mais 24 horas a detenção da mãe.

Publicidade

A foto da menina é divulgada hoje nas telas dos mais de 6,5 mil pontos de venda da loteria nacional, um sistema costumeiramente utilizado pela Child Focus, organização belga para crianças desaparecidas e vítimas de exploração sexual.

Além disso, a organização colocou cartazes em oito mil locais em todo o país com a esperança de que alguma testemunha possa fornecer dados que ajudem a solucionar o caso.

A princípio, a mãe declarou ter deixado a menina na manhã de segunda-feira em sua escola, situada em Gerpinnes, sem saber que nesse dia a aula fora excepcionalmente transferida para outro lugar.

Quando soube disso, a mulher mudou sua versão e disse que a menina desaparecera de seu carro, estacionado em um supermercado no município de Châtelineau, quando ela se ausentou por alguns instantes para fazer uma compra. EFE

Publicidade