Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque do Boko Haram a cidade nigeriana deixa 55 mortos

Fortemente armados, 200 membros do grupo extremista islâmico invadiram o município de Bama, libertaram detentos e incendiaram prédios públicos

Ataques coordenados promovidos pelo grupo extremista islâmico Boko Haram provocaram a morte de pelo menos 55 pessoas na cidade nigeriana de Bama, no nordeste do país, na terça-feira. Durante a ação, que começou de madrugada e durou cinco horas, os terroristas incendiaram quartéis militares, prédios públicos e uma delegacia. A ofensiva do Boko Haram é um desafio declarado às autoridades nigerianas, que no mês passado realizaram uma grande operação militar para desestabilizar o grupo.

Atiradores do grupo extremista mataram 22 policiais, 14 carcereiros, dois soldados e quatro civis. Treze terroristas também morreram nos confrontos.

De acordo com o porta-voz militar Musa Sagir, o ataque começou quando cerca de duzentos membros do Baka Haram desembarcaram na cidade em ônibus e picapes. Fortemente armados, os terroristas avançaram sobre os bloqueios militares e conseguiram invadir a delegacia local, onde libertaram 105 detentos e mataram agentes carcerários.

Histórico – O Boko Haram busca derrubar o governo e instituir um estado islâmico no país. Nos últimos anos, o grupo realizou diversos atentados sangrentos contra a população cristã na Nigéria. No mês passado, o exército do país lançou uma ofensiva para caçar membros do grupo na província de Borno, a mesma onde fica Bama. A ação provocou a morte de duzentas pessoas e atraiu críticas de grupos de direitos humanos.

(Com agência EFE)