Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Artista da vagina’ volta a ser detida por obscenidade

Japonesa Megumi Igarashi foi presa junto com dona de loja de produtos adultos que exibiu suas esculturas inspiradas em seus órgãos genitais

A polícia de Tóquio voltou a prender a artista Megumi Igarashi nesta quarta-feira por exibir esculturas que recriam seus órgãos genitais. Ela já havia ficado uma semana detida em julho deste ano por distribuir um modelo digital de sua vagina para impressão 3D.

Minori Watanabe, dona uma sex shop que exibiu o trabalho de Megumi também foi presa. “Elas mostraram figurinos obscenos em uma vitrine. Este é um fator novo”, disse um porta-voz da polícia metropolitana, que não quis se identificar.

Leia mais:

‘Selfie’ de vagina resulta em prisão de artista japonesa

Artista presa depois de enviar ‘selfie’ de vagina diz estar ‘indignada’

As duas mulheres rejeitaram as acusações e afirmaram que os genitais femininos “não são obscenos”, desafiando as leis locais, que são rígidas em relação ao tema, apesar de não definirem com exatidão o que se encaixa na categoria ‘obsceno’.

Megumi, de 42 anos, e que usa o pseudônimo Rokudenashiko (“menina má”), foi libertada em julho sob a condição de destruir os dados que tinha distribuído e as obras nas quais reproduz sua vagina. À época, milhares de pessoas apoiaram um pedido feito por meio de uma página na internet para que ela fosse solta.

Se for declarada culpada após esta nova detenção, a artista poderá ser condenada a até dois anos de prisão.

(Com agências Reuters e EFE)