Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

América Latina afirma que crise econômica é o principal desafio de Rajoy

Redação Central, 21 nov (EFE).- Os líderes latino-americanos consideraram nesta segunda-feira a crise econômica como o principal desafio que Mariano Rajoy, vencedor nas eleições gerais de domingo na Espanha, terá que enfrentar.

Em suas mensagens de felicitação, vários presidentes latino-americanos destacaram também que as eleições espanholas foram um ato de reafirmação democrática. Já os líderes europeus ressaltaram o grande desafio econômico enfrentado pelo líder do Partido Popular, com a crise da zona do euro em plena ebulição.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, parabenizou Rajoy nesta segunda-feira por sua vitória nas eleições gerais e afirmou que o mais difícil será tirar o país da crise.

O chileno também se referiu, pelo Twitter, à crise econômica e financeira da Espanha, que tem mais de 5 milhões de trabalhadores desempregados. ‘Agora vem a parte mais difícil: tirar a Espanha da crise e recuperar a capacidade de crescimento e criação emprego’, advertiu.

O presidente mexicano Felipe Calderón também felicitou Rajoy pelo triunfo nas eleições presidenciais e relembrou seu compromisso de fortalecer os laços entre os dois países.

Calderón expressou sua confiança na sociedade e no Governo espanhóis, que ‘superarão os desafios que sua economia enfrenta na difícil conjuntura internacional atual’ e reafirmou sua disposição para ‘continuar fortalecendo os laços de amizade e cooperação, na associação estratégica que sustenta as relações entre ambos os países.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, também expressou sua vontade de manter uma relação ‘construtiva’ com as autoridades da Espanha.

Segundo um comunicado do Ministério das Relações Exteriores, o Governo venezuelano ‘reafirma às autoridades do Reino da Espanha sua intenção de manter uma relação bilateral construtiva, de respeito mútuo, em benefício de ambos os povos, unidos por estreitos laços de irmandade’.

A presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, ligou para Mariano Rajoy, segundo fontes oficiais, e elogiou também o povo espanhol por sua ‘participação no novo ato de reafirmação democrática’.

Na Europa, as mensagens de felicitação se centraram principalmente na crise da zona do euro e nas relações bilaterais.

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, se referiu, no domingo à noite, em sua mensagem de felicitação a Rajoy ‘ao período particularmente difícil, aos desafios que enfrentamos juntos para construir o futuro de nossos povos, dentro da União Europeia (UE) e do G20 (que reúne países desenvolvidos e os emergentes mais importantes)’.

Sarkozy também lembrou a necessidade de que as relações bilaterais, consideradas por ele como ‘excepcionais’, recebam ‘um novo impulso’ e se referiu especialmente a ‘nossa luta contra o terrorismo’.

O presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, se mostrou ‘totalmente confiante na capacidade do novo Governo para superar a situação econômica atual, continuando com o programa de reformas necessário para o crescimento econômico e a criação de postos de trabalho’.

O presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, também parabenizou Rajoy por sua ‘vitória arrasadora’.

O conservador britânico David Cameron considerou a vitória de Rajoy como ‘crucial, em um momento vital para Espanha e Europa’.

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, considerou ‘extraordinária’ a vitória de Rajoy, enquanto o grego Antonis Samaras, líder do partido de direita Nova Democracia, enviou uma mensagem de felicitação a seu ‘amigo Mariano’. EFE