Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ambientalistas vandalizam embaixada brasileira em Londres

Grupo 'Extinction Rebellion' protestava contra política ambiental do governo de Jair Bolsonaro; manifestantes foram presos

Um grupo de manifestantes ambientalistas jogou tinta vermelha na embaixada do Brasil em Londres em protesto contra as políticas do governo de Jair Bolsonaro, o desmatamento da Amazônia e a violência contra povos indígenas da região nesta terça-feira, 13.

Os ativistas pertencem ao grupo Extinction Rebellion, segundo a agência de notícias Reuters. Dois manifestantes escalaram um toldo de vidro na frente da embaixada, enquanto outros dois subiram em janelas.

A fachada da embaixada foi pichada com tinta vermelha e frases como “ele não”, slogan usado contra Bolsonaro nas eleições de 2018, “No More Indigenous Blood” (sem mais sangue indígena, em tradução livre), e “For The Wild” (pelo selvagem).

A polícia foi chamada ao local e prendeu os ativistas. À Reuters, o grupo afirmou que o intuito do ato era desafiar o governo brasileiro sobre “abusos de direitos humanos sancionados pelo Estado”.

Ativista é preso durante protesto na embaixada brasileira em Londres -13/08/2019

Ativista é preso durante protesto na embaixada brasileira em Londres -13/08/2019 (Peter Nicholls/Reuters)

Ainda de acordo com os ativistas, o ato foi programado para coincidir com uma marcha de mulheres indígenas em Brasília e que ações semelhantes ocorrerão em embaixadas brasileiras no Chile, Portugal, França, Suíça e Espanha.

O movimento Extinction Rebellion atua no combate à mudança climática, perda de biodiversidade e proteção socioambiental. No início deste ano, o grupo organizou diversos protestos no centro de Londres que causaram uma interrupção generalizada por várias semanas na cidade.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Pois é. Depois Bolsonaro que é fascista.

    Curtir

  2. Paulo Bandarra

    Por enquanto é só burro.

    Curtir