Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Al Qaeda ameaça Reino Unido se clérigo radical for extraditado para Jordânia

Por Da Redação 30 abr 2012, 09h03

Cairo, 30 abr (EFE).- A organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) ameaçou o governo do Reino Unido pela possível entrega à Jordânia do clérigo radical Abu Qatada, e exigiu que ele seja enviado para um país onde a Primavera Árabe tenha triunfado para libertar o refém Stephen Malcolm, de nacionalidade britânica.

Segundo comunicado publicado no site da organização, o AQMI afirmou que só libertaria Malcolm, que tem nacionalidade britânica e sul-africana, se o governo do Reino Unido extraditar Abu Qatada para um país que garanta sua ‘liberdade, dignidade e direitos’.

A organização ameaçou às autoridades britânicas pela possível entrega de Abu Qatada à Jordânia: ‘Esperamos que o governo britânico trate nossa iniciativa com objetividade e raciocínio, mas se insiste em rejeitar a proposta, os culparemos pelas consequências de entregar ao xeque ao governo jordaniano’.

O clérigo radical foi detido novamente há duas semanas em Londres após ser posto em liberdade condicional em 13 de fevereiro, por causa de uma decisão do Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra sua repatriação à Jordânia, que considerou que ele não teria um processo justo neste país.

O clérigo estava há seis anos presos sem acusações formais em Londres à espera de uma resolução para seu caso.

Abu Qatada foi condenado à revelia na Jordânia por sua implicação em duas conspirações terroristas, em 1999 e 2000, acusações que a Jordânia quer voltar a julgar.

Abu Qatada, conhecido por seus sermões incendiários, também é procurado em alguns países europeus por delitos de terrorismo. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade