Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Al Qaeda ameaça EUA com “graves consequências” se terrorista de Boston for executado

Dzhokhar Tsarnaev foi condenado à morte no ano passado pelo atentado na maratona de Boston, em 2013

O chefe da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, alertou os Estados Unidos para as “graves consequências” caso Dzhokhar Tsarnaev, um dos autores do atentado na Maratona de Boston, seja executado. Tsarnaev, citado em um novo vídeo online de Zawahiri, foi condenado no ano passado à morte por injeção letal pelo ataque de 2013, que matou três pessoas e deixou mais de 260 feridos.

“Se o governo dos EUA matar nosso irmão, o herói Dzhokhar Tsarnaev, ou qualquer muçulmano, isso trará aos cidadãos da América as mais graves consequências”, disse o chefe da organização terrorista.

Zawahiri, que assumiu o comando da Al Qaeda depois que forças americanas mataram Osama bin Laden em 2011, exortou os muçulmanos a tomarem como reféns o máximo possível de ocidentais, especialmente aqueles cujos países se juntaram à “Campanha das Cruzadas liderada pelos Estados Unidos”. O egípcio islâmico de 64 anos disse que os reféns ocidentais poderiam ser trocados por prisioneiros muçulmanos.

Leia também:

Chefe da Al Qaeda pede união aos jihadistas contra os EUA e Rússia

Entenda a história chechena por trás dos suspeitos do atentado em Boston

O vídeo de quase uma hora de duração, que incluiu imagens de Tsarnaev, não deu indicação da localização de Zawahiri, que se acredita estar baseado perto da fronteira entre Afeganistão e Paquistão.

Tsarnaev realizou o ataque com bombas caseiras com seu irmão, Tamerlan, morto mais tarde em um confronto com a polícia.

O líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri O líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri

O líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri (/)

(Com Reuters)