Clique e assine a partir de 8,90/mês

Ações da Rússia ameaçam a paz na Europa, diz Otan

Segundo a Ucrânia, há 15.000 soldados russos na república autônoma da Crimeia

Por Da Redação - 2 mar 2014, 10h34

O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, disse neste domingo que a Rússia ameaça a paz na Europa com suas ações militares na Ucrânia. “O que a Rússia está fazendo agora na Ucrânia viola o princípio da carta das Nações Unidas”, disse Rasmussen a repórteres em Bruxelas antes de uma reunião dos embaixadores da Otan.

Saiba mais:

​Por que UE e Rússia querem tanto a Ucrânia?

Ucrânia, um país com um histórico de tragédias

A Rússia não admite oficialmente envio de soldados à região, mas o presidente Vladimir Putin já pediu e recebeu autorização do Parlamento para mobilizar suas tropas rumo ao país vizinho. Além disso, o embaixador ucraniano na ONU, Yuriy Sergeyev, disse neste sábado que mais de 15.000 soldados russos já estavam na Crimeia.

A região é historicamente ligada a Moscou – cerca de 60% da sua população é de origem russa – e abriga ma das maiores bases navais do país, localizada às margens do Mar Negro.

Protestos – Mais de 300 de pessoas foram detidas neste domingo em Moscou por protestar contra a intervenção russa na península ucraniana da Crimeia aos gritos de ‘Não à guerra’, informaram meios de comunicação locais e organizações de defesa dos direitos humanos.

De acordo com o site OVDinfo, especializado no acompanhamento das ações da polícia, pelo menos 328 pessoas tinham sido detidas em Moscou por protestar.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade