Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Os melhores cafés de Belo Horizonte segundo VEJA COMER & BEBER 2019

Confira também o endereço de uma casa de chá na capital mineira

Por Natalia Horita, Renata Helena Rodrigues, Aline Gonçalves, Angélica Diniz, Camila Sayuri, Gustavo Prado, Luly Zonta, Mariani Campos, Rafaela Matias, Rafael Rocha 20 set 2019, 23h58

Academia do Café

Um dos novos métodos disponíveis é o filtro italiano Bialetti Pour Over, que dispensa o uso de papel. O café coado nele custa R$ 8,50 na caneca e R$ 16,00 na garrafinha. Também dá para pedir um expresso tradicional (R$ 7,25), que vai bem em companhia do sanduíche de pão italiano e queijo da Serra da Canastra derretido na chapa (R$ 16,00). Rua Grão Pará, 1024, Funcionários,3223-8565 (40 lugares). 9h/20h (sáb. 10h/18h; dom. 11h/18h); Rua Antônio de Albuquerque, 749, Savassi, ☎ 3789-1385 (35 lugares). 8h30/19h30 (sáb. 10h/18h; fecha dom.). Aberto em 2013.

Café com Letras

Trata-se de um misto de bar e cafeteria. Durante o dia, os clientes chegam em busca de um cafezinho, que pode ser o expresso tradicional (R$ 4,55) ou uma versão especial, caso do café vienense, que leva chocolate meio amargo (R$ 9,00). As bebidas fazem bom par com a torta de amora feita com mascarpone e geleia da fruta (R$ 19,00). Rua Antônio de Albuquerque,781, Savassi,3225-9973 (120 lugares). 12h/23h30 (qui. até 0h; sex. e sáb. até 1h; dom. 17h/23h); Praça da Liberdade, 450, Funcionários,3267-9929 (120 lugares). 10h/21h (fecha ter.). Aberto em 1996.

Café Magrí

O cardápio recebe novidades a cada estação. No inverno, as estrelas são o chocolate quente feito com cacau em pó orgânico (R$ 12,00) e o brioche quente com requeijão de raspa (R$ 9,00). Nos dias de calor, o cold brew (café extraído a frio) pode ser misturado com suco de laranja ou servido com gelo de capim-santo (R$ 16,00 cada um). A carta de cafés especiais também varia, mas costuma incluir o catuaí vermelho da Chapada Diamantina (R$ 8,00 o coado no filtro Hario V60). Rua Alvarenga Peixoto, 595, Lourdes. Não tem telefone (24 lugares). 12h/20h (sáb. a partir das 10h; dom. 10h/14h; fecha seg.). Aberto em 2018.

A Cafeteria

No coração da Savassi, a casa tem mesinhas que se espalham pelo quarteirão fechado da Rua Antônio de Albuquerque. Lugar agradável para saborear um dos três combos de café da manhã, servidos diariamente das 8h às 11h. O mais simples inclui pão na chapa, geleia, café com leite e suco de laranja (R$ 12,00). Se preferir apenas um expresso (R$ 5,00) é bom saber que a bebida pode ser incrementada com Nutella (R$ 8,50) ou doce de leite (R$ 6,80). Rua Antônio de Albuquerque, 489, Savassi, ☎ 3245-1189 (120 lugares). 8h/22h (dom. 10h/17h; seg. 9h/19h). Aberto em 1996.

Copa Cozinha (campeão como novidade do ano 2019)

Em meio ao agito do centro e dos bares e lojas que trouxeram mais vida ao 2º andar do Mercado Novo, um dos espaços convida a desacelerar. Decorado com móveis e louças de estilo antiguinho, o Copa Cozinha é daqueles lugares para sentar-se sem pressa e pedir um café coado ou uma xícara de chá (R$ 4,00 cada um) para acompanhar as quitandas. Para completar, é possível ter um dedinho de prosa com as três sócias, sempre presentes por ali — o negócio foi idealizado pelas irmãs Julia Queiroz e Cristina Gontijo, em parceria com a amiga Maíra Sette. No mesmo ambiente estão integrados salão e cozinha, com apenas uma mesa grande, mas os clientes também se acomodam pelos corredores emoldurados de cobogós que revestem a fachada do edifício, erguido na década de 60. Aos sábados e domingos, a especialidade é o café da manhã, servido até as 13h: é possível escolher entre a modalidade em que se pagam R$ 40,00 para comer à vontade e as bandejas que reúnem alguns itens. Na segunda opção, a versão pequena inclui pão sovado com queijo, bolo, ovo quente e uma bebida quente ou fria (R$ 20,00), e a média tem todos esses itens mais fruta e coalhada com geleia e granola (R$ 30,00). Durante a tarde, é montado um carrinho repleto de guloseimas, como bolos (R$ 10,00), tortas (R$ 12,00) e uma das especialidades da casa, um tipo de crumble crocante servido com goiabada cascão ou doce de leite (R$ 5,00). Às sextasfeiras, dia de produção, o estabelecimento também abre as portas e os clientes encontram quitutes recém-saídos do forno. Avenida Olegário Maciel, 742, centro (Mercado Novo),(11) 94481-5600 (43 lugares). Sex. 14h/19h; sáb. 9h/18h; dom. 9h/16h. Aberto em 2018.

Copo Café

Em um espaço diminuto, a ideia é vender cafés para viagem — todos feitos com grão próprio, cultivado na Serra da Mantiqueira. Além dos clássicos, como o expresso (R$ 5,00) e o coado (R$ 3,00), as bebidas geladas também atraem a clientela. O coquetel açaína mistura açaí, café e água de coco (R$ 9,00). Já o laranja mecânica leva suco de laranja, café e mel (R$ 10,00). Rua Antônio de Albuquerque, 626, Savassi,3227-3993. 8h/19h (sáb. 9h/15h; fecha dom.). Aberto em 2017.

Continua após a publicidade

Intelligenza

A caprichada carta de cafés especiais é o principal chamariz, mas a clientela também chega em busca do ambiente confortável para trabalhar. Campeão de pedidos, o café coado (R$ 10,00) é elaborado com grão Fazenda Capadócia, na Serra da Mantiqueira. Para beliscar, o bolo de cenoura feito na casa pode receber calda de chocolate, de doce de leite ou de mexerica (R$ 10,00 a fatia). Rua Paraíba, 966, Savassi, 99911-1311 (30 lugares). 9h/20h (sáb. e dom. 10h/18h; fecha feriados). Aberto em 2016.

Mocca Coffee and Meals (campeão da categoria 2019)

Quem ouve os moinhos a todo o vapor, sente o cheirinho do café que escorre pelo coador e observa a variedade de equipamentos sobre a bancada não imagina que a marca, atualmente com quatro unidades, surgiu com a despretensiosa meta de apenas servir bons expressos em Nova Lima. A pesquisa por novos grãos, diferencial que alçou a casa à segunda vitória na categoria, é encabeçada pela fundadora da rede, a fonoaudióloga Adriana Martins Gomes, e pelo barista César Ricardo Costa em parceria com outras cafeterias da cidade. O trabalho no campo resulta em uma seleção de cafés renovada a cada seis meses e que abarca cinco tipos do produto. O único com presença garantida é o Recanto, um bourbon amarelo cultivado no município de Machado, ideal para ser filtrado no Hario V60 (R$ 9,00) ou na prensa francesa (R$ 8,00). Leigos no assunto não se sentem desamparados ao olhar a carta que lista sete métodos de extração, afinal, ela é bem didática: para uma bebida encorpada, com boa acidez e intensidade, por exemplo, é recomendado o filtro Kalita Wave (R$ 10,00). O expresso (R$ 6,00) que motivou o lançamento da marca segue bem cuidado e atualmente é preparado com um bourbon-amarelo proveniente da Serra da Mantiqueira. Para comer, há bolo do dia, que pode ser o de fubá com calda de goiabada (R$ 8,00), e tortinha de frango com requeijão (R$ 12,00), boas companhias também para o refrescante cold brew, que é extraído a frio, em uma infusão que dura até dezoito horas (R$ 10,00 o tradicional e R$ 12,00 a versão acrescida de leite ou de suco de laranja). Alameda do Ingá, 16, Vila da Serra, Nova Lima,3656-7404 (70 lugares). 8h/21h (fecha sáb. e dom.); Avenida Brasil, 741, Santa Efigênia,3646-3571 (65 lugares). 8h/21h (fecha sáb. e dom.). Mais dois endereços. Aberto em 2016.

Noete Café Clube

Os grãos usados aqui são torrados na própria cafeteria. Estrela da carta, o bourbon amarelo cultivado no cerrado mineiro pode ser empregado no expresso (R$ 4,00) ou no coado (R$ 8,00, 200 mililitros). Para comer, o sanduíche de porchetta com queijo da Serra da Canastra é feito na baguete de fermentação natural e custa R$ 25,00. Servido aos fins de semana, o cardápio de brunch inclui a panqueca com creme de requeijão, bacon e ovo (R$ 25,00). Rua Santo Antônio do Monte, 294, Santo Antônio,3586-4645 (40 lugares). 10h/20h (sáb. e dom. até 15h). Aberto em 2016.

Oop Café

Uma seleção de grãos de café, todos comprados direto dos produtores e com torra própria, varia ao longo do ano. O catuaí vermelho cultivado em Piatã, na Bahia, costuma permanecer na lista – a versão extraída na Batch Brew custa R$ 7,00 e o coado tradicional, R$ 10,00. O café expresso sai a R$ 6,00. Para comer, há croissant de amêndoa (R$ 12,00) e queijo quente feito com requeijão de barra e pão de fermentação natural (R$ 15,00). Em 2019, a marca abriu uma unidade em Brumadinho, dentro do Instituto Inhotim. Rua Fernandes Tourinho, 143, Funcionários,3786-7888 (26 lugares). 9h/19h (sáb. até 17h; fecha dom.). Aberto em 2016.

Recharge Café

No salão com paredes revestidas de tijolinho ou na pequena varanda voltada para a rua, os clientes provam café expresso (R$ 5,50) e suas variações. Dá para escolher entre cappuccino (R$ 9,50) e o mocha (R$ 12,00), que leva calda de chocolate. Entre os quitutes salgados, o pão de queijo (R$ 4,00) divide as atenções com a tortinha de frango com requeijão (R$ 8,00). Vale a pena consultar qual o bolo do dia (R$ 8,00 a fatia). Rua Cláudio Manoel, 1124, Funcionários,99312-8451 (50 lugares). 8h30/21h (sáb. até 18h; fecha dom.) Aberto em 2019.

CASA DE CHÁ

Chá Comigo

Dos trinta tipos de chá do cardápio, os indianos são novidade e têm feito sucesso. O mais pedido é o sunset, com maçã, gengibre, beterraba, goji berry, laranja e pétalas de rosa silvestre (R$ 13,90, 400 mililitros). Entre os clássicos, o earl grey blue flower é um blend de chá preto com bergamota e flores de centáurea (R$ 11,90, 400 mililitros). Eles são servidos quentes ou gelados. Para comer, há quatro versões de bruschetta, como a de brie e geleia de damasco (R$ 20,00, quatro unidades). Rua Leopoldina, 634, Santo Antônio,2555-7730 (70 lugares). 15h/22h (sáb. 10h/14h; fecha dom.). Aberto em 2014.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês