Clique e assine a partir de 9,90/mês

Confira o melhor da cozinha estrangeira em Salvador

Dentre as opções estão o melhor restaurante italiano e o melhor restaurante japonês

Por Ana Geisa Lima, Camila Botto, Joana Maltez, Maiana Brito e Marília Simões - 14 jan 2019, 23h55

JAPONESES

Tokai Gourmet – 1º lugar

Duas estátuas enormes de samurai protegem este restaurante, situado em uma das entradas do Shopping Barra. Às mesas do salão principal, banhado pela luz do dia graças aos janelões que o cercam, chegam os pratos bem executados, que renderam o prêmio da especialidade à casa. A chef Guta Domenech é responsável por receitas como o camarão na chapa com curry verde, leite de coco e arroz incrementado com cogumelos silvestres (R$ 69,00) e o peixe branco ao molho de curry amarelo com pimentões, cogumelo-de-paris, banana, abacaxi e arroz de coco (R$ 62,00). O tempurá de camarão (R$ 45,00, nove unidades), o pastel tailandês com recheio de camarão, catupiry, amendoim, brócolis e molho teriyaki (R$ 13,00) e o guioza (R$ 32,00, cinco unidades) lideram a preferência na lista das entradas. Igualmente competente, o sushi-bar prepara itens como sashimi de salmão com gergelim, raspas de limão-siciliano, azeite trufado e batata-doce (R$ 79,90, dez unidades) e niguiri de vieira com flor de sal, raspas de limão e azeite trufado (R$ 38,00, cinco unidades). Para uma imersão completa, a degustação com vinte itens frios custa R$ 139,00. No almoço de segunda a quinta, a maioria opta pelos pratos executivos, caso do medalhão suíno com fios de batata-doce, banana-da- terra e palmito grelhado. Custa R$ 42,90 e inclui entrada e, para encerrar, café ou uma bola de sorvete. Shopping Barra, Avenida Centenário, 2992, Barra, ☎ 3022-7874 (175 lugares). 11h/22h30 (sex. e sáb. até 0h; dom. 12h/22h30). Aberto em 2012. $$$

Gattai

Júlio César Aparecido reassumiu o balcão de sushis e sashimis deste restaurante japonês aberto há mais de uma década. É ele quem prepara o combinado batizado de salvador sushi 20, que reúne vinte peças (R$ 129,90, para duas pessoas), entre elas o salmão maçaricado e o inventivo sushi de palmito pupunha. O gattaimake (R$ 59,90), feito de camarão empanado mais cream chee se envolvidos por salmão maçaricado e molho levemente picante, pode abrir alas para as opções quentes do cardápio. Entre as sugestões de drinques, faz sucesso o cucumber, com gim, água tônica, xarope de pepino, sumo de limão-siciliano e gotas de Angostura (R$ 21,90). Salvador Shopping, ☎ 3022-8886 (183 lugares). 11h30/0h (dom. 12h/23h). Aberto em 2007. $$$

Nozu

Peça uma porção de edamame (fava de soja) com flor de sal para começar. Depois, emende com o combinado da casa (R$ 94,90), um dos mais pedidos do cardápio, com 24 sushis de camarão, de salmão maçaricado, além de hot rolls e shake com crisps de couve. Há outras versões de combos que incluem sashimis. Quem preferir um prato individual encontrará opção no ceviche de frutos do mar (R$ 59,90), com cubos de salmão, atum, polvo, kani, camarão, peixe branco, tomatecereja, cebola-roxa e pimenta marinados em molho cítrico de balsâmico, limão e laranja. Entre as sobremesas, a mais popular é o harumaki de banana com doce de leite (R$ 18,90 a dupla). Rua Itabuna, 196, Rio Vermelho, ☎ 3033-2223 (18 lugares). 18h/23h (dom. também almoço 12h/16h). Aberto em 2015. $$$

Shiro

Sob a batuta do sushiman Luciano Costa, que também é sócio do badalado restaurante, o balcão expede pedidas como o shake toro (R$ 33,00 a dupla), sushis de barriga de salmão com salsa trufada e sal negro do Havaí. Além dele, fazem sucesso os sushis de atum flambado com foie gras e molho especial (R$ 48,00, seis unidades). Quem é fã de carpaccio pode optar pelo de salmão, de robalo ou de polvo (R$ 83,00 cada um). As fatias finas vêm temperadas em molho de limãosiciliano e laranja e incrementadas com ovas de massagô e sal negro. Para beber, aposte no special Tanqueray (R$ 28,00), com suco de tangerina, maracujá, gim e xarope de Grenadine. Rua da Graça, 181, Graça, ☎ 3011- 6666 (100 lugares). 19h/0h (sáb. a dom. até 1h); Shopping da Bahia, ☎ 3450-1691 (70 lugares). 12h/15h30 e 17h/22h (sex. e sáb. sem intervalo 12h/23h). Aberto em 2004. $$$

Soho

Debruçado diante da Baía de Todos-os- Santos, o restaurante se destaca pela cozinha fria japonesa, mas o extenso cardápio também lista pratos quentes que exploram outros sabores orientais. Entre os sushis, o miruka maki (R$ 54,00, seis unidades) combina arroz com salmão, camarão maçaricado, geleia de rubras, cream cheese e molho teriyaki. Outra boa pedida é o sashimi de lagosta, que chega à mesa incrementado com trufas negras e ovas massagô (R$ 89,00). Na ala dos quentes, há robatas (espetinhos), teppans (grelhados na chapa), tempurás e massas, entre elas o yakissoba. A variada adega oferece mais de 400 rótulos de vinho para regar a refeição. Avenida Contorno, 1010, Píer D, Bahia Marina, Comércio, ☎ 3322-4554 (250 lugares). 12h/15h e 19h/0h (seg. só jantar; sex. e sáb. almoço até 16h e jantar até 1h; dom. almoço até 16h). Shopping Paseo Itaigara, ☎ 3453- 5445 (125 lugares). 12h/16h e 18h/23h (seg. só jantar; sex. e sáb. até 0h; dom. sem intervalo 12h/22h). Aberto em 1998. $$$$

Sushi Haack

No cardápio do restaurante, a cozinha fria tem bastante destaque. Comece com o uramaki de salmão grelhado com cream cheese (R$ 25,90 com dez peças). Os caprichados temakis, como o de camarão empanado com cream cheese, cebolinha e geleia de rubras (R$ 34,50) e o de polvo com cream cheese (R$ 41,90), valem por uma refeição. Já o ceviche de salmão, kani e camarão é marinado no suco de limão e de laranja, azeite e molho de ervas levemente apimentado (R$ 48,50). Na ala dos quentes, oferece uma versão jumbo de 1 quilo de yakissoba de frutos do mar (camarão, polvo, lula, salmão e legumes; R$ 95,00). Para adoçar, aposte no hot holl de banana com mel (R$ 19,90, oito unidades). De terça a quinta, das 17h às 22h, tem rodízio (R$ 89,90 por pessoa). Alameda Salerno, 49, Pituba, ☎ 3036-3430 (30 lugares). 10h30/23h. Aberto em 2017. $$$

Takê

Clássicos da cozinha japonesa ganham toques contemporâneos neste badalado restaurante no Rio Vermelho. O rodízio (R$ 99,00 por pessoa) é o queridinho da clientela, mas o serviço à la carte também lista opções interessantes, como é o caso do nirá (broto de alho) com lula, polvo e camarão (R$ 42,00), sugerido como entrada. O combinado que leva o nome da casa traz 38 peças, entre sushis e sashimis de peixe e camarão (R$ 125,00). Para beber, peça o triple t, com gim, água tônica, fatias de tangerina e mel (R$ 24,00). De sobremesa, o hot roll de goiabada com cream cheese chega à mesa ladeado por sorvete de creme e farofa de castanhas (R$ 22,00). Rua Morro da Paciência, 3864, Morro da Paciência, Rio Vermelho, ☎ 3332-6062 e 3332-6784 (132 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sex. e sáb. jantar 18h30/1h; dom. sem intervalo 12h/23h). Aberto em 2003. $$$

ORIENTAIS

Buddah Bristrô Asiático

Nesta casa de cozinha asiática, o pad thai de camarão (R$ 48,00), receita de origem tailandesa, é a grande estrela do cardápio. Ele é feito com noodle de arroz, vegetais e camarões salteados ao molho agridoce mais broto de feijão e amendoim. Antes dele, peça a porção de camarão empanado no coco (R$ 18,00), servida com molhos especiais para incrementar o crustáceo. A carta de drinques reúne opções alcoólicas, como o tokyopolitan (R$ 22,00), com vodca, shrub de melão, Cointreau e limão-siciliano, e sem álcool, caso do lê lê lê (R$ 15,00), de lichia, laranja, limão e manjericão. Para adoçar, cheesecake de gengibre e capim-limão com frutas vermelhas (R$ 16,00, para duas pessoas). Rua das Rosas, 492, Pituba, ☎ 2173-4446 (50 lugares). 18h/22h30 (sex. e sáb. até 23h30). Aberto em 2018. $$

Casa Oriental

Pratos chineses e japoneses compõem o cardápio deste restaurante, aberto há mais de duas décadas. O yakissoba especial (R$ 64,20), boa pedida para compartilhar, combina lula, carne bovina, frango, camarão e legumes ao macarrão. Também têm boa saída o arroz chop suey (R$ 19,90), com ovo, presunto e cebolinha, e a carne desfiada (R$ 50,60), preparada com molho especial à base de shoyu e cebola. De sobremesa, não deixe passar o rolinho, que ganhou influência bem brasileira na versão romeu e julieta (R$ 7,50). A carta de bebidas sugere cervejas, refrigerantes e suco de morango (R$ 7,80). Rua Mato Grosso, 725, Pituba, ☎ 3332-1111 (150 lugares). 11h/15h e 18h/23h (sex. jantar até 0h; sáb. sem intervalo até 0h; dom. sem intervalo 11h/23h). Aberto em 1996. $$

Shanti

Sentados em tatames (há mesas com cadeiras também), os clientes escolhem entre as opções da semana — R$ 48,00 com peixe e R$ 41,00 sem peixe. O cardápio passeia pelas cozinhas do Oriente, com influências da África Oriental, Índia, Indonésia, Japão, Tailândia, China, entre outros locais. No menu africano, podem aparecer o creme de legumes com bolinho crocante de queijo fresco e calda de laranja, o peixe grelhado em mix de ervas e limão e, de sobremesa, a torta de leite. Já na bandeja indiana, o peixe grelhado com cúrcuma e óleo de coco pode vir com chutney de manga e passas, verduras salteadas com gengibre e massala, dahl (cozido) de lentilha com batata- doce e espinafre e, para adoçar, arroz-doce com leite de coco, frutas secas e especiarias. Rua João Gomes, 10, Rio Vermelho, ☎ 3011-2646 (60 lugares). 12h/16h (fecha seg.). Aberto em 2016. $

Pasta em casa – Confit de pato e fettuccine ao aroma de tomilho: R$ 65,00 Ligia Skowronski/VEJA

ITALIANOS

Pasta em Casa – 1º lugar 

A cozinha da casa campeã é território de Celso Vieira, chef paulistano de 58 anos com especialização no Italian Culinary Institute for Foreigners (Icif), no Piemonte. Mineira de Ipatinga, sua mulher, Valeska Calazans, de 52 anos, responde pelas demais tarefas do lugar, que cresce a olhos vistos. Começou como uma rotisseria na garagem do imóvel, onde antes funcionava um espaço de coworking. Transformado pelo casal em restaurante dois anos depois, o Pasta em Casa passou a ocupar também o piso acima. Em março de 2017, mais uma expansão, essa última envolvendo o andar superior: além do chão de cimento queimado e de um bar decorado com um aquário, o espaço ganhou um forno a lenha de tijolinhos. Aceso à noite, ele é usado para assar pizzas, todas com a borda grossa, como a que une queijo de cabra, mussarela de búfala, cogumelos salteados e raspas de limão (R$ 90,00). Nele também são finalizadas receitas como polpetone com fettuccine na manteiga (R$ 68,00) e panini com mortadela, queijo emmental e coração de alcachofra (R$ 42,00). No restaurante premiado nesta edição, seguem como estrelas o ravioloni com parmesão curado (R$ 62,00) e a lasanha de camarão e aspargos (R$ 67,00). Disponível só no almoço, a chamada ilha de massas permite saborear as três variedades do dia à vontade — o ravióli verde de mussarela de búfala ao molho de tomate fresco tem presença garantida. A opção custa R$ 59,00 ou, se incluir uma carne, R$ 74,00. Para hidratar-se, peça um dos drinques da carta elaborada pelo bartender Márcio Silva, do bar paulistano Guilhotina, eleito o 71º melhor do mundo. O kata- cavaco combina gim Tanqueray, campari, limão-taiti, laranja, uva, alecrim e espumante seco (R$ 28,00). E, para fechar, prove a cheesecake com doce de leite e flor de sal (R$ 19,00). Rua Professora Almerinda Dultra, 67, Rio Vermelho, ☎ 3334-7232 (130 lugares). 12h/15h30 e 19h/23h30 (seg. e ter. só almoço; sáb. e dom. 12h/17h e 19h/23h30). Aberto em 2012. $$

Alfredo

Com 25 anos recém-completados, o restaurante aposta em clássicos italianos. A especialidade é o fettuccine alfredo — como o nome da casa já indica —, cujo molho é feito com parmesão e manteiga (R$ 75,00). Antes deles, vale pedir o folhado de queijo brie, acompanhado de favo de mel e amêndoas (R$ 55,00). Se a fome for maior, aposte no linguine no grana padano (R$ 78,00), opção na qual a massa fresca (feita ali mesmo) é finalizada à mesa, dentro de uma enorme peça do queijo, e servida ao lado de um filetto alla parmigiana. Para harmonizar, escolha um entre os cinquenta rótulos da caprichada carta de vinhos. De segunda a sexta no almoço, oferece opção de menu executivo. Avenida Oceânica, 2004, Ondina, ☎ 3331-7775 (90 lugares). 12h/16h e 19h/22h (sex. e sáb. jantar até 23h). Aberto em 1993. $$$$

Bella Napoli

Um dos restaurantes italianos mais antigos de Salvador, oferece clássicos como o carpaccio ao molho de alcaparras, parmesão e rúcula (R$ 35,00) e as bruschettas de tomate fresco e manjericão (R$ 28,70), que abrem alas para o filetto alla parmigiana (R$ 118,70, para duas pessoas, ou R$ 86,80, o prato individual), com parmesão e molho de tomate. Na ala de peixes e frutos do mar, o gamberi gratinati (R$ 143,00, para duas pessoas) traz os camarões flambados no conhaque, gratinados em molho branco e mostarda e guarnecidos de purê. A carta de vinhos abarca oitenta rótulos, entre eles o chileno Pérez Cruz (R$ 89,00). Alameda das Espató deas, 491, Caminho das Árvores, ☎ 3354-1962 (160 lugares). 11h30/23h30 (seg. até 15h30; dom. até 16h30 ). Aberto em 1962. $$$$

Continua após a publicidade

Bottino

A história começou em 1989, quando o proprietário Cláudio Bottino inaugurou seu primeiro restaurante de sotaque italiano. Desde 2017 no Rio Vermelho, este endereço funciona como uma cantina típica e oferece entradas como a polpeta de carne ao molho de tomate (R$ 7,90 a unidade), a berinjela à parmigiana (R$ 34,50) e as bruschettas com diversas coberturas (R$ 40,00, com quatro unidades). Entre os pratos principais, faz sucesso a lasanha de camarão ao molho brie (R$ 48,00, individual, ou R$ 84,00, para duas pessoas). A rabanada com sorvete de creme (R$ 21,90) adoça a visita. Dos mais de oitenta rótulos da carta de vinhos, a sugestão é o Viu Manent Reserva Carménère 2015/2016 (R$ 89,00). Praça Brigadeiro Faria Rocha, 2D, Rio Vermelho, ☎ 3012- 2085 (100 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 0h; dom. 11h30/22h) Aberto em 2017. $$$

Cantina Buoni Amici

As toalhas quadriculadas sobre as mesas, os embutidos pendurados no teto e as massas artesanais feitas na casa não deixam dúvidas: trata-se de uma cantina tradicional. À frente da cozinha desde a inauguração, o chef Lazzaro Saoie sugere pratos como o camarão flambado em conhaque, servido sobre linguine e abobrinha puxados na manteiga com nata (R$ 124,00, para duas pessoas). Harmonize com o espumante italiano Feu Blanc de Blancs (R$ 84,00). Entre as sobremesas, o tiramisu (R$ 16,00), preparado com creme de queijo mascarpone, licor de café e biscoito palito, segue imbatível. Rua Amazonas, 1252, Pituba, ☎ 3042-9020 (74 lugares). 12h/0h (ter. e qua. até 23h; dom. até 18h). Aberto em 2017. $$$

Cantina da Cheiro

No mercado desde 1992, a Cheiro de Pizza mudou o foco no ano passado e transformou- se nesta cantina de inspiração italiana. No menu, o risoto de camarão com queijo parmesão (R$ 39,00) disputa a preferência da clientela com as massas arte sanais, como é o caso do linguine de camarão ao vinho branco e molho bechamel (R$ 36,00). Ambos vão bem com o tinto chileno Costa do Pacífico Syrah 2014 (R$ 75,00). Por R$ 34,90 dá para optar pelo circuito de massas e molhos, com repeteco à vontade. Entre as pizzas que seguem no cardápio, destaque para a de carne de sol com banana-da-terra e catupiry (R$ 69,00 a média, para duas pes soas). Rua Borges dos Reis, 14, Rio Vermelho, ☎ 3335-5777 (80 lugares). 12h/0h. Rua Minas Gerais, 54, Pituba, ☎ 2109-0909 (170 lugares). 12h/0h. Avenida Vasco da Gama, s/nº, Dique do Tororó, ☎ 3389-0448 (140 lugares). 12h/0h. Aberto em 1992. $$

Cremonini Ristorante

Há quinze anos em Salvador, o chef italiano Massimo Cremonini comanda o próprio restaurante, cujo foco são as massas artesanais preparadas com ingredientes naturais e frescos, à semelhança do que fazia sua mãe na região de Lazio, na Itália. Entre os pratos do cardápio, destaque para o nhoque ao molho picante de linguiça (feita na casa), ovos e tomate (R$ 69,00). Antes, vale pedir o polvo ao molho de curry e manteiga (R$ 58,00) para compartilhar no centro da mesa. Entre os mais de sessenta rótulos da carta de vinhos, a sugestão é o italiano Primitivo De Manduria Archidamo 2015 (R$ 184,00). Rua Alexandre Herculano, 18, Pituba, ☎ 99694-2032 (46 lugares). 19h/0h (sex. e sáb. até 1h; fecha dom.). Aberto em 2018. $$$

Di Liana – 2º lugar 

Fundado por Liliana Morelli Allegro, o restaurante privilegia as receitas do norte da Itália e aposta nas massas frescas de fabricação própria. O cardápio também sugere o risoto di gamberi, que leva camarão flambado com açafrão (R$ 78,90). Como opção de entrada, o carpaccio de carne chega à mesa incrementado com salsa da casa, rúcula, queijo parmesão e pães torrados artesanais (R$ 49,90, para uma pessoa). De segunda a sábado no almoço, trabalha com menu executivo (R$ 59,00, com entrada, principal e sobremesa), cujas opções variam mensalmente. Dica: pode levar seu vinho, a casa não cobra taxa de rolha. Rua Macapá, 314, Ondina, ☎ 3331-1266 (150 lugares). 12h/15h30 e 19h/22h30 (qui. almoço até 16h e jantar até 23h; sex. almoço até 16h30 e jantar até 0h; sáb. almoço até 17h e jantar até 0h; dom. sem intervalo 12h/22h30). Aberto em 1981. $$$

Isola dei Sapori

Comandado pelo chef italiano Marcos Caria, o restaurante trabalha com menu mediterrâneo focado em pratos da Ilha de Sardenha. Feito ali mesmo, o culurgione al pomodoro (R$ 45,00) é uma massa fresca moldada à mão, recheada com batata, hortelã e queijo pecorino. Além dele, o filetto alla boscaiola (R$ 59,00) também faz sucesso entre a clientela. Trata-se de um filémignon com cogumelo porcini e risoto de queijo brie. O risotto alla pescatora (R$ 108,00), feito com arroz carnaroli e frutos do mar, satisfaz duas pessoas. Entre os vinhos da carta está o brasileiro Lidio Carraro (R$ 55,00). Se sobrar apetite para a sobremesa, peça um gelato de pistache (R$ 10,00 a bola). Rua Guedes Cabral, 123, Rio Vermelho, ☎ 3012-0766 (40 lugares). 19h/23h (sex. e sáb. 12h/15h e 19h/0h; dom. 12h/18h; fecha seg.). Aberto em 2016. $$$

La Mássima Pasta Gourmet

Preparadas ali mesmo, as massas são as estrelas do cardápio — e também estão à venda em empório anexo, para quem quiser levar para casa. O cardápio trabalha com sugestões de menus fechados, como o especial (R$ 49,00), que leva à mesa salada verde, filé à parmigiana (bovino ou de frango) e talharim na manteiga. Já no executivo (R$ 28,90), o cliente escolhe uma proteína (carne, peixe ou frango) e dois acompanhamentos (purê de batata ou de abóbora, legumes, arroz de brócolis ou penne na manteiga). Há ainda uma versão fit (R$ 34,90), com risoto de quinoa e frango com bananada- terra grelhada. Para acompanhar, peça uma taça de vinho chileno por R$ 20,00. Avenida Anita Garibaldi, 1834, Centro Médico Empresarial, Ondina, ☎ 3019-7900 (40 lugares). 10h/19h (sáb. 9h/17h; fecha dom.). Aberto em 2011. $$

La Pasta Gialla – 3º lugar 

A rede de cozinha italiana do chef Sergio Arno — com restaurantes em São Paulo, Curitiba e Fortaleza — chegou a Salvador há exatos dez anos. No cardápio, além das massas frescas recheadas, faz sucesso o bife ancho (parte do contrafilé; R$ 71,00) grelhado servido com batatas rústicas assadas com ervas e bacon. A bruschetta de mussarela de búfala com tomate confitado, presunto cru crocante e molho pesto (R$ 39,00) é boa pedida para abrir a refeição. Peça o brownie com farofa de pistache, sorvete de creme e calda de chocolate (R$ 22,00) para finalizar. A carta de vinhos, com mais de cinquenta rótulos, lista opções como o italiano Bersaglio Toscana Rosso (R$ 92,00). Rua São Paulo, 88, Pituba, ☎ 2011-6599 (92 lugares). 11h45/15h e 19h/22h30 (seg. e ter. só almoço; sex. e sáb. 11h45/0h; dom. só almoço até 17h). Aberto em 2008. $$$

Zafferano

Nesta casa de “cucina italiana”, o cordeiro ao vinho do Porto (R$ 64,90), servido com risoto de queijo brie e presunto cru, disputa a preferência da clientela com o filetto alla parmigiana (R$ 49,90), com filé-mignon empanado em ovos e parmesão, coberto com queijo mussarela e molho de tomate. Entre os risotos, a versão al frutti di mare (R$ 69,90), com anéis de lula, mexilhões, polvo e camarões, merece destaque. As bruschettas podem anteceder a etapa principal — a de polvo é temperada com páprica picante, tomate-cereja e alecrim. Para adoçar o paladar, a torta búlgara (R$ 19,90) é servida com creme de leite. Rua Leonor Calmon, 256, Centro Médico Christian Barnard, Candeal, ☎ 3353-6223 (64 lugares). 11h30/15h e 19h/0h. Aberto em 2005. $$

ESPANHÓIS

La Taperia

Sob o comando do espanhol Jose Morchón, a casa nasceu como um pequeno bar de tapas. Atualmente, o cardápio ampliou o leque de sugestões e também inclui pratos mais robustos e sobremesas, sempre privilegiando a tradição do país de origem do chef. Uma das boas pedidas do menu é o cordeiro assado no forno a lenha, temperado somente com água e sal e servido com salada (R$ 180,00, para três pessoas, ou R$ 65,00, na versão individual). Para petiscar, aposte nas ostras grelhadas com musseline de alho e manteiga de trufa branca (R$ 43,00, para duas pessoas). Bairrista, a carta de vinhos lista 45 rótulos espanhóis. Rua da Paciência, 251, Rio Vermelho, ☎ 3334-6871 (95 lugares). 16h/1h (fecha seg. e dom.). Aberto em 2012. $$

Taberna Soleares

A Espanha está presente em cada detalhe desta casa, que funciona há mais de vinte anos. Típico da região da Galícia, o polvo cozido com azeite de páprica picante e sal grosso chega à mesa escoltado por cesta de pães (R$ 85,00) e é ótima pedida para abrir o apetite. As tapas de jamón com chouriço espanhol (R$ 45,00) e a tortilha mista, feita com batata, cebola, ovos e chouriço (R$ 38,00) também são boas opções. Se a fome for maior, aposte na paella marinera de frutos do mar (R$ 120,00, para quatro pessoas). Entre as bebidas, o drinque taberna combina morangos, Cointreau, vodca e groselha (R$ 25,00). Aos sábado, das 16h às 19h, tem happy hour com chope em dobro (R$ 8,00). Avenida Oceânica, 1404, Ondina, ☎ 3194-0250, Centro Espanhol (170 lugares). 11h30/23h (dom. 11h30/17h; fecha seg.). Aberto em 1972. $$

FRANCÊS

Taboada Bistrô

Num ambiente intimista, à luz de velas, a clientela prova receitas de sotaque francês. O magret de pato ao molho de tamarindo (R$ 86,00) figura entre os mais pedidos, assim como o filé de robalo (R$ 92,00), que leva molho bisque de camarão e é servido com risoto de limãosiciliano. De sobremesa, vai bem a tatin de manga e maracujá com creme e crumble de castanhas (R$ 28,00) ou o clássico crepe suzette flambado no conhaque com calda de laranja (R$ 28,00). A carta de vinhos com mais de 200 rótulos lista, além dos franceses, opções chilenas, argentinas e italianas. Rua José Taboada Vidal, 9, Rio Vermelho, ☎ 3334-7846 (50 lugares). 18h30/0h (sex. e sáb. até 2h; dom. só almoço 12h/17h; fecha seg.). Aberto em 2008. $$$ 

PORTUGUÊS

Casa Lisboa

O restaurante dedica-se às típicas receitas da terrinha, mas o cardápio também abre espaço para algumas adaptações. O clássico bolinho de bacalhau (R$ 29,90, seis unidades), por exemplo, ganha personalidade com o incremento do chutney de manga. Além das opções à la carte, há o menu executivo, que tem bom custo-benefício e é oferecido tanto no almoço (R$ 59,90) quanto no jantar (R$ 69,90). Os valores dão direito a três etapas, e o bacalhau com natas, cujas lascas refogadas em alho e cebola vêm mergulhadas em molho bechamel, é o mais pedido como prato principal. Já entre as opções de sobremesa, é imbatível o pastel de nata. À noite, as mesas da varanda são as mais concorridas. Rua Manoel Dias de Moraes, 35, Jardim Apipema, ☎ 3331-3841 (130 pessoas). 12h/1h (dom. até 17h; fecha seg.). Aberto em 2007. $$$$

Continua após a publicidade
Publicidade