Clique e assine a partir de 9,90/mês

UFC oficializa retorno de José Aldo, o ex-aposentado

Campeão peso-pena enfrentará Max Holloway no UFC 212, dia 3 de junho, no Rio

Por da redação - Atualizado em 13 fev 2017, 22h06 - Publicado em 13 fev 2017, 17h08

A aposentadoria não passou de um devaneio e José Aldo já tem data marcada para retornar ao octógono. O lutador brasileiro de 30 anos, que recuperou o título peso-pena depois que o irlandês Conor McGregor abriu mão do cinturão, enfrentará o americano Max Holloway no UFC 212, no Rio de Janeiro, informou nesta segunda-feira a organização. O ginásio onde ocorrerá a luta ainda não foi definido. 

Em uma decisão corajosa, Aldo chegou a anunciar aposentadoriaem setembro do ano passado, revoltado com a decisão do UFC de não lhe conceder uma revanche contra McGregor.  O brasileiro, no entanto, se reuniu com o chefão Dana White e teve de “repensar” a situação, pois mantém contrato com o UFC e teria de pagar sua rescisão do próprio bolso. José Aldo evitou entrevistas desde então e a desistência da aposentadoria se deu sem alarde. 

É tudo história: Aldo, a mesma miséria, mas nem tanta violência

No Rio, onde já defendeu seu cinturão em três oportunidades, José Aldo fará uma disputa de título unificado, já que Holloway é o atual campeão interino – quando McGregor “travava” a categoria dos penas, o americano venceu Anthony Pettis no UFC 204.  José Aldo não luta desde julho do ano passado, quando venceu Frankie Edgar por decisão unânime da arbitragem, em Las Vegas. O duelo entre Aldo e Holloway é o único do UFC 212 confirmado pelo UFC até o momento.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade