Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Timão minimiza aumento de Montillo: ‘Não vale nem 15 milhões de euros’

Por Da Redação - 3 jan 2012, 16h48

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, descarta aumentar a proposta pelo meio-campista Montillo, do Cruzeiro. Nesta terça-feira, o dirigente deixou claro que não irá se impressionar com as declarações vindas de Belo Horizonte de que o preço do argentino aumentou após a virada do ano – estava estipulado em 15 milhões de euros (R$ 36,25 milhões).

‘Eu não gosto de falar de valores porque a negociação não está findada. O valor que o Corinthians ofertou é justo. O Cruzeiro, se quiser liberar o atleta, vai estar fazendo um ótimo negócio’, explicou Andrade, em entrevista ao Sportv.

O Corinthians aposta na vontade de Montillo em atuar no futebol paulista. Por isso, aguarda com paciência uma resposta do Cruzeiro desde o mês passado. A ordem é evitar grande pressão à diretoria do time mineiro.

‘O Corinthians achou o valor ofertado justo, eles já falam que não são os 15 milhões exigidos, até porque o jogador não vale este valor. Se eu pagar oito é oito que ele vale. Agora nos estamos no aguardo do Cruzeiro se manifestar se vai liberar o atleta ou não. O Montillo já se manifestou favorável a jogar em São Paulo, no Corinthians especificamente, e vamos esperar’, confirmou Roberto de Andrade.

Publicidade

Enquanto não resolve a situação de Montillo, o Corinthians rejeita pensar em um novo reforço para a posição. O meia Douglas, do Grêmio, aparece como a principal opção caso a negociação com o argentino não dê certo.

‘Na realidade, nós não deixamos desenhado um plano B. Estamos aguardando a definição com o Montillo para ver com a comissão técnica se precisaremos de um novo atleta para esta posição. Sentaremos em breve quando tivermos a definição do caso’, confirmou Roberto de Andrade.

Publicidade