Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Roberval Davino mantém Paysandu no 3-5-2, mas não define jogadores

Por Da Redação - 23 maio 2012, 15h22

No Paysandu há quase duas semanas, Roberval Davino já indicou, durante os treinamentos, que vai escalar a equipe no 3-5-2, na estreia da Série C, neste domingo. O treinador, contudo, ainda não definiu quem serão os 11 jogadores a comporem esse esquema tático.

Na manhã desta quarta-feira, o time realizou o primeiro treino tático e técnico da semana, no Estádio Olímpico Mangueirão. Na atividade, Davino mostrou ter abandonado de vez o esquema 4-4-2 utilizado pelo seu antecessor durante o Campeonato Paraense. Ele deixou Leandrinho na lateral esquerda e pôs Pikachu como ala, com liberdade para chegar ao ataque. Alex William no lugar de Harison no meio-campo também foi testado. O ataque foi formado por Kiros e Thiago Potiguar.

Durante o treinamento, Davino realizou algumas mudanças. O atacante Heliton entrou na vaga de Potiguar, Alex William saiu para a entrada de Ricardo Capanema e Magrão pegou a vaga de Kiros. Além disso, Potiguar chegou a retornar na vaga de Fabinho, com o time terminando assim: Paulo Rafael; Thiago Costa, Marcus Vinicius e Sanches; Yago Pikachu, Billy, Ricardo Capanema Thiago Potiguar e Leandrinho; Adriano Magrão e Héliton

Apesar de atuarem como titulares, o zagueiro Fábio Sanches, o meio-campo Alex William e o atacante Kiros são dúvidas pois ainda não estão regularizados. O Paysandu estreia na Série C neste domingo, diante do Luverdense-MT.

Publicidade