Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Real bate Barça no Camp Nou e fica a um passo do título no Espanhol

Por Javier Soriano 21 abr 2012, 20h00

O Real Madrid levou a melhor no grande clássico contra o Barcelona, ao vencer por 2 a 1 em pleno Camp Nou, neste sábado, pela 35ª rodada da Liga Espanhola, e deu um passo importante rumo ao título ao abrir sete pontos de vantagem sobre o rival, faltando apenas quatro partidas para o fim do campeonato.

O volante alemão Sami Khedira abriu o placar para o Real aos 16 minutos de jogo, o chileno Alexis Sanchez deixou tudo igual aos 25 do segundo tempo, mas o português Cristiano Ronaldo deu a vitória aos visitantes dois minutos depois.

Ao balançar as redes, CR7 se isolou na artilharia com 42 gols marcados desde o início do campeonato, um a mais que o craque do Barça Lionel Messi, que passou em branco.

Desde que assumiu o time da capital em 2010, o técnico português José Mourinho venceu no Camp Nou pela primeira vez e só conquistou sua segunda vitória em onze partidas contra o Barça (cinco derrotas e quatro empates).

Seu primeiro triunfo num clássico foi na decisão da Copa do Rei, no ano passado, quando derrotou os catalães por 1 a 0, com um gol marcado por Cristiano Ronaldo na prorrogação.

O Real Madrid, recordista de títulos no Campeonato Espanhol (31), não vence a competição desde 2008 e poderá acabar com este jejum no próximo fim de semana: para isso, precisam vencer em casa diante do Sevilla e torcer por uma derrota da Barça no campo do Rayo Vallecano.

Mourinho não quis falar com a imprensa após a partida, e seu auxiliar Aito Karanka recusou qualquer tipo de triunfalismo. “Todo mundo está feliz pela vitória, era importante conquistar os três pontos. Mesmo assim, ainda faltam muitas partidas. Tudo isso é o fruto do trabalho que estamos fazendo, mas sobram muitos pontos em jogo”, comentou.

Já o técnico Josep Guardiola, que venceu a Liga espanhola nas três temporadas que passou à frente do Barça, já disse adeus ao tetra.

“Não vamos repetir o título”, afirmou ‘Pep’, que já falava a mesma coisa no mês passado, quando o Real tinha 10 pontos de vantagem antes de deixar o time catalão encostar com alguns tropeços nas últimas semanas.

“Tenho a impressão que fizemos uma boa partida, diante de uma equipe poderosa em todos os sentidos”, ironizou Guardiola.

Estamos um pouco tristes, mas precisamos reagir na partida contra o Chelsea”, completou o treinador, que aposta todas as suas fichas na Liga dos Campeões, na qual sua equipe perdeu por 1 a 0 para os ‘Blues’ na última quarta-feira, na partida de ida das semifinais.

O Real também está em situação delicada na ‘Champions’, já que perdeu por 2 a 1 para o Bayern na terça-feira.

Porém, se conseguirem reverter seus confrontos, os dois ‘gigantes’ espanhóis podem voltar a se enfrentar para a grande final da competição europeia, no dia 19 de maio, em Munique.

Determinado a lutar tanto no âmbito nacional quanto no continental, o time da capital não se intimidou com a torcida que lotou o Camp Nou e partiu para cima do Barça logo nos primeiros minutos da partida.

O goleiro catalão Víctor Valdés levou o primeiro susto com apenas quatro minutos de bola rolando, quando teve que espalmar a bola numa cabeçada de Cristiano Ronado após uma cobrança de escanteio do alemão Mesut Özil.

Foi justamente em outro escanteio, desta vez cobrado pelo argentino Angel Di Maria, que os visitantes abriram o placar aos 17, numa jogada na qual o o zagueiro brasileiro naturalizado português Pepe teve partipação decisiva.

O alagoano subiu bem alto para desviar a bola de cabeça, Valdés tentou afastar o perigo, mas Khedira pegou a sobre e não perdoou.

O time anfitrião tentou reagir aos 26, quando Messi fez um ótimo lançamento para Xavi, que chutou para a defesa do goleiro Iker Casillas.

Os catalães voltaram a pressionar no início do segundo tempo. Aos 8, o meia Thiago Alcântara, filho do tetracampeão Mazinho, deu um passo açucarado para Cristian Tello, mas o jovem atacante chutou por cima do gol.

Continua após a publicidade

O Barça chegou ao empate aos 25, depois de uma grande jogada individual Messi. O argentino se livrou de três marcadores, tocou para Tello, que teve seu chute defendido por Casillas.

O lateral brasileiro tentou aproveitar o rebote, o goleiro do Real salvou de novo, mas o chileno Alexis Sanchez insistiu e acabou conseguindo empurrar a bola para as redes.

A torcida mal teve tempo de comemorar, quando Cristiano Ronaldo jogou um balde de água fria no Camp Nou ao fazer o gol da vitória do Real com um grande chute sem ângulo após receber um grande passe de Mesut Ozil.

Em outra partida disputada neste sábado, o Sporting Gijón (18º) derrotou o Rayo Vallecano (14º) por 2 a 1, e deixou a penúltima colocação com o Zaragoza, que perdeu por 1 a 0 no campo do Mallorca (12º).

Na última partida do dia, o Sevilla (6º) empatou em 1 a 1 em casa diante do Levante (5º)

– Resultados da 34ª rodada do Campeonato Espanhol:

– Sábado:

Sporting – Rayo 2 – 1

Mallorca – Zaragoza 1 – 0

Barcelona – Real Madrid 1 – 2

Sevilla – Levante

– Domingo:

Granada – Getafe

Real Sociedad – Villarreal

Racing – Athletic

Atlético de Madri – Espanyol

Valencia – Betis

– Segunda-feira:

Osasuna – Málaga

Classificação:

Continua após a publicidade
Publicidade