Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Provocações e ‘catimba’ de Jorge Henrique são ignoradas pelo Tricolor

Além da disputa ponto a ponto pela liderança do Campeonato Paulista, São Paulo e Corinthians duelaram por afirmação neste domingo. O Timão venceu por 1 a 0, com gol marcado por Danilo, direito a pênalti desperdiçado pelo meia Jadson e ampliação da sequência de vitórias em clássicos no Pacaembu. Após a partida, os cantos de ‘o freguês voltou’ ecoaram das arquibancadas, mas já foram prontamente ignorados pelo elenco do São Paulo, que não quis nem saber da provocação no site oficial.

Após a partida, o relato da vitória corintiana trazia como chamada os dizeres ‘Obrigado… e volte sempre!’, remetendo à ‘freguesia’ do São Paulo no clássico Majestoso. O meia Cícero, colocando um ponto final em toda a discussão, avaliou a provocação: ‘Isso é coisa de torcedor, de arquibancada, não podemos nos impressionar. Quando um ganha, o outro quer zoar. Temos que ignorar’.

Convicto de que o São Paulo também teve seus méritos na partida, o goleiro Dênis fez uma análise mais serena, levando em conta inclusive os cantos da torcida no Pacaembu: ‘Perder clássico já incomoda, ainda mais com torcida provocando. O Corinthians hoje é um time mais arrumado e terminou só 1 a 0, com pênalti perdido do nosso lado. Erramos em vários fatores, mas também tivemos nossos méritos’.

Outra repercussão inevitável do Majestoso deste domingo, que terminou com vitória corintiana, foi a expulsão do zagueiro João Filipe, que jogou improvisado na lateral direita e atingiu o atacante Jorge Henrique sem bola aos 14 minutos do segundo tempo, logo após três alterações na equipe do São Paulo. O atacante do Corinthians tem a fama de atuar bem em clássicos e fazer uso da famosa ‘catimba’.

‘O histórico do Jorge Henrique todo mundo conhece, mas é o futebol dele. Não acho que ele está errado, tem que apresentar o futebol do jeito que acha melhor. O erro é nosso, você não pode cair na provocação. Soubemos suportar bem até o fim do jogo. Mantivemos o equilíbrio depois da expulsão do João, mas não vencemos’, afirmou o meio-campista Cícero.

De acordo com o pensamento do jogador, inclusive, uma das necessidades do elenco do Tricolor é um ‘catimbeiro’ como o próprio Jorge Henrique: ‘Quando você está ganhando um jogo é importante ter um cara assim. Não vou dizer que falta, mas precisamos estar mais espertos, tem que segurar mais, saber a hora de atacar’.