Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Presidente do Palermo acusa empresário de Pastore de extorsão

Por Da Redação 4 set 2011, 10h47

Neste domingo, o presidente do Palermo, Maurizio Zamparini revelou uma suposta tentativa de extorsão por parte do empresário do argentino Javier Pastore, negociado com o Paris Saint-Germain neste ano. Segundo o dirigente, que apresentou uma denúncia contra Marcelo Simonian, o agente ameaçou boicotar a negociação caso não recebesse a quantia imposta durante a tratativa.

Em entrevista ao jornal italiano Corriere dello Sport, o presidente do Palermo confirmou que Simonian, dono de parte do passe do jogador argentino, o obrigou a pagar um percentual mais alto do que o estipulado no início da negociação.

De acordo com a publicação, dos 42 milhões de euros pagos pelo PSG por Pastore, 22 ficaram com o time italiano, enquanto o restante foi arrematado pelo agente, cerca de 20 milhões de euros, valor muito acima do esperado, já que Simonian é dono de somente 2% do passe do jogador.

Caso não pagasse o valor, o empresário ainda havia ameaçado Zamparini de finalizar a negociação. ‘Éramos quase que prisioneiros desta situação’, lamentou o presidente do clube da Velha Bota.

Continua após a publicidade
Publicidade