Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Não tão rápido, rebate Fifa sobre testes com cartão azul

Entidade do futebol mundial se pronunciou contra proposta do International Football Association Board

Por Alessandro Giannini Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 9 fev 2024, 11h51 - Publicado em 9 fev 2024, 11h47

Não tão rápido. Um dia depois de o International Football Association Board (IFAB) anunciar testes para um novo cartão punitivo de cor azul nas Copas da Inglaterra masculina e feminina, a Fifa se pronunciou contrariamente à decisão. Em sua conta no X, ex-Twitter, a entidade máxima do futebol mundial disse que os relatos do novo cartão nos níveis de elite do futebol são “incorretos e prematuros”.

A nota da Fifa vai além. Diz que testes do novo cartão azul devem ser feitos “de forma responsável” nas categorias de base e que defenderá essa abordagem na na Assembleia Geral do IFAB, em março. É um banho de água fria na tentativa do conselho que define e controla as regras do futebol mundial de impor mais sanções no campo de jogo, como se faz hoje em outros esportes coletivos como rúgbi e hóquei.

Na quinta-feira, 8, a imprensa britânica noticiou que o cartão azul seria aplicado para atletas que praticassem antijogo (impedir ataque adversário ou atrasar deliberadamente o jogo) ou ofendessem os árbitros. A pena: dez minutos fora do campo. Dois cartões azuis ou um amarelo e outro azul para o mesmo jogador equivaleriam a um vermelho e expulsão. Os parâmetros seriam publicados pela IFAB nesta sexta, 9.

Cartão amarelo ou azul?

O IFAB, que desde novembro vem discutindo a nova forma de punição, e confirmou que existem testes em andamento no futebol amador e juvenil na Inglaterra e no País de Gales, mas os árbitros têm usado cartões amarelos em vez de azuis para aplicá-la. Com o pronunciamento da Fifa, o debate na próxima assembleia geral do conselho em Loch Lomond, Escócia, em 2 de março, deverá ser mais agitado.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.