Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Modesto, Deco celebra reestreia: ‘O importante foi ajudar o Fluminense’

O meio-campista Deco, camisa 20 do Fluminense, voltou aos gramados nesta quarta-feira com a vitória do Tricolor sobre o Avaí por 3 a 1 após um estiramento na panturrilha direita que acabou se tornando uma grave lesão muscular e o fez ficar parado por 50 dias.

Depois de cogitar o fim da carreira e ser chamado ‘ladrão’ pelo torcedor por conta do fato de receber os salários sem entrar em campo, o astro naturalizado português comemorou o retorno, modesto: ‘O mais importante foi ajudar o Fluminense a voltar a vencer. Estou feliz da vida com esse retorno, me senti bem enquanto estive em campo e agora só quero continuar jogando. Gosto de treinar, jogar e até da concentração, que é chata, mas já estava me fazendo sentir falta’.

Considerado um ‘jogador top’ por Abel Braga, Deco reconhece que precisa jogar muito para voltar ao time. ‘Estamos muito bem servidos no setor, tem Lanzini, Rafael Sóbis, Marquinho, Martinuccio. Não faltam opções para o Abel, que sabe o que faz e vai escolher certo para o time continuar nessa crescente’.

Mesmo estando apenas 20 minutos dentro de campo, o meia levou a torcida ao delírio no Engenhão criando a jogada do terceiro gol e aplicando um balãozinho sobre o volante Batista, que veio seco para tirar a bola após o domínio de Deco. Sem deixar a bola cair no chão, o jogador do Fluminense só deu um tapa e encobriu o marcador do Avaí.

O próprio jogador explicou o recurso: ‘A bola veio muito rápida e o domínio era difícil. Acho que ele não acreditou que eu fosse conseguir. E depois eu não tinha outra opção, ainda bem que deu certo’.

Se tudo der certo, Deco estará em campo no próximo sábado a partir da 18 horas na Arena da Baixada, em Curitiba, quando o Tricolor visita o Atlético-PR.