Manchester United tenta conter euforia na reta final

Por Da Redação - 9 abr 2012, 11h55

Por AE

Manchester – Faltando apenas seis rodadas para o encerramento do Campeonato Inglês, o Manchester United conseguiu abrir oito pontos de vantagem na liderança (tem 79 pontos contra 71 do Manchester City) e já vislumbra a conquista de mais um título. Enquanto a torcida começa a comemorar o iminente bicampeonato, os jogadores se esforçam para conter a euforia nesta reta final da competição.

Apesar de tentar evitar o clima de “já ganhou”, o meia galês Ryan Giggs, um dos líderes do elenco, admite que o Manchester United está perto de conseguir uma “conquista enorme”. Ele enumerou as dificuldades enfrentadas pelo time na temporada e a força dos adversários para valorizar o provável título inglês, que seria o segundo consecutivo e o 20º da história do clube.

“Quando você olha o poder de investimento do Manchester City (que liderou o campeonato por muito tempo e agora está em segundo lugar), as contusões que tivemos, a experiência que perdemos (com as saídas de Van der Sar, O’Shea e Brown), o desafio de ter um novo goleiro (De Gea) e os jovens talentos que lançamos, é uma conquista enorme”, avaliou Giggs, que está com 38 anos.

Publicidade

Depois dos jogos de domingo, quando ganhou do Queens Parks Rangers e viu o Manchester City perder para o Arsenal, o Manchester United volta a jogar já na quarta-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Inglês, quando visita o penúltimo colocado Wigan. No mesmo dia, o Manchester City, já desanimado com as chances cada vez mais reduzidas de chegar ao título, recebe o West Bromwich.

Publicidade