Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lewis Hamilton não poderá participar do julgamento de Adrian Sutil

O ingles Lewis Hamilton não poderá participar como testemunha na apuração do caso que envolve o alemão Adrian Sutil, acusado de agredir Eric Lux, executivo da Lotus-Renault, no ano passado. De acordo com informação publicada pela BBC, o advogado do piloto da McLaren já comunicou oficialmente a ausência de seu cliente.

Amigo pessoal de Sutil, Hamilton estaria disposto a cooperar com a investigação, mas, como tem compromissos anteriormente assumidos, está impossibilitado de participar do julgamento, marcado para o próximo dia 30 de janeiro, em Munique. Ainda não se sabe se uma nova data será marcada ou se o inglês será dispensado.

O incidente entre Adrian Sutil e Eric Lux aconteceu em uma casa noturna de Xangai, depois do Grande Prêmio da China, vencido por Hamilton, que estava na no estabelecimento no momento da confusão. Substituído pelo compatriota Nico Hulkenberg na Force India, Sutil não tem lugar garantido no grid desta temporada e ainda pode tomar um ano de suspensão pela polêmica com o executivo da Lotus-Renault.

A McLaren anunciou a apresentação de seu novo carro para 1de fevereiro, apenas dois dias depois do dia marcado para o depoimento de Hamilton, em Woking, sede de sua fábrica. Atualmente, Hamilton se prepara fisicamente nos Estados Unidos para o início da temporada, marcado para o dia 18 de março, na Austrália.