Clique e assine com 88% de desconto

José Aldo é nocauteado em casa no UFC 212

Brasileiro sofreu sua primeira derrota no Rio de Janeiro nas mãos do havaiano Max Holloway

Por Da redação - Atualizado em 6 jun 2017, 10h12 - Publicado em 4 jun 2017, 10h30

Chamado de o “Rei do Rio”, por nunca ter perdido na capital fluminense, José Aldo pode perder o apelido ao sofrer sua primeira derrota na cidade, na madrugada deste sábado. Ele não resistiu ao havaiano Max Holloway e foi nocauteado no UFC 212. A boa notícia para os fãs brasileiros foi a vitória de Vitor Belfort sobre Nate Marquardt.

Maior esperança do Brasil neste card principal do UFC, José Aldo começou bem a luta na Arena da Barra, mas viu o rival equilibrar o confronto no segundo round e ganhar confiança logo na sequência. No terceiro, derrubou o brasileiro e iniciou uma sequência de socos, no chão, que finalizou a luta aos 4min13s, quando o árbitro confirmou o nocaute técnico.

Com a vitória, Holloway unificou o cinturão dos pesos penas (até 66 quilos). Em grande momento, o havaiano acumulou sua 11ª vitória consecutiva. Aldo, por sua vez, não conseguiu defender o cinturão interino em sua primeira tentativa, após a dura derrota para o irlandês Conor McGregor.

Se Aldo decepcionou, Belfort fez as pazes com a vitória nesta madrugada. Sem vencer desde 2015, e vindo de derrotas para Ronaldo Jacaré, Gegard Mousasi e Kelvin Gastelum, ele derrotou nesta madrugada o americano Nate Marquardt por decisão unânime dos juízes, encerrando a má fase, que quase o levou a se aposentar. Por contrato, o lutador ainda tem mais uma luta com o UFC. Mas seu futuro segue indefinido.

Publicidade

“Sem sacrifício, não há glória. Galera, obrigado pelo carinho. Beijo para minha esposa, meus filhos, treinadores, a toda equipe lá no Canadá. A todos que investiram na minha vida e na minha carreira”, afirmou o lutador brasileiro de 40 anos, em tom de despedida, ao fim da luta no Rio de Janeiro.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade