Clique e assine com até 92% de desconto

Homenagens marcam enterro de Sócrates no interior

Sob aplausos e cantorias, enterro do ídolo atraiu multidão de mil fãs e familiares a cemitério em Ribeirão Preto, a cerca de trezentos quilômetros de São Paulo

Por Da Redação 4 dez 2011, 17h23

Às 17h15, momento em que Corinthians e Palmeiras iniciavam a disputa pelo Campeonato Brasileiro no Pacaembu, em São Paulo, cerca de 1.000 pessoas apareceram no cemitério Bom Pastor, a 336 quilômetros dali, em Ribeirão Preto, para prestigiar o ídolo Sócrates Brasileiro Sampaio de Sousa Vieira de Oliveira, morto na madrugada deste domingo. Sócrates foi enterrado sob aplausos e cantorias, com a presença de Raí e Sófocles, seus irmãos.

O ex-jogador, um dos grandes craques da década de 1980 e um dos atletas mais influentes da história do esporte brasileiro, morreu às 4h30 da manhã em São Paulo. Ele tinha 57 anos e estava internado desde a última quinta-feira em razão de uma infecção intestinal. Havia apresentado uma leve melhora na noite de sábado na UTI do Hospital Albert Einstein, onde repousava sedado e respirando por aparelhos. Os rins de Sócrates passaram por um processo de diálise para ajudar a filtrar as impurezas do sangue ─ apesar disso, os rins não estariam prejudicados.Segundo nota divulgada pelo hospital, Sócrates faleceu em consequência de um choque séptico.

LEIA TAMBÉM:

Ex-jogador Sócrates morre, aos 57 anos, em São Paulo

Continua após a publicidade
Publicidade