Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Hamilton passeia no México e encurta distância para Rosberg

A situação de Nico Rosberg ainda é confortável e a conquista inédita da carreira por vir no GP do Brasil

Por Estadão Conteúdo
30 out 2016, 20h22

O inglês Lewis Hamilton não deu chances ao companheiro de Mercedes, o alemão Nico Rosberg, e conquistou uma tranquila vitória no GP do México de Fórmula 1 neste domingo. O tricampeão mundial deu um susto logo na largada ao travar os pneus e cortar pela grama, mas conseguiu se manter na ponta e fez uma tranquila prova até a bandeirada final.

O triunfo encurtou a distância para o rival alemão para 19 pontos (349 a 330) na disputa pelo título da temporada. No entanto, a situação de Nico Rosberg ainda é confortável e a conquista inédita da carreira por vir no GP do Brasil, daqui duas semanas. É só vencer para não depender do resultado de Lewis Hamilton.

No México, o inglês chegou a 51 vitórias, igualando o tricampeão francês Alain Prost e agora é o segundo maior vencedor de corridas da Fórmula 1. Os dois só perdem para o alemão Michael Schumacher, que tem 91.

Aposentadoria: companheiros exaltam carreira de Felipe Massa

A principal briga da prova ficou pela terceira colocação. A três voltas do final, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, foi para cima do holandês Max Verstappen, que errou na curva e cortou caminho pela grama. O piloto da Red Bull claramente se aproveitou da saída da pista para se manter em terceiro lugar.

Continua após a publicidade

A direção de prova optou por analisar o caso após a corrida e puniu Verstappen, que já estava pronto para ir ao pódio, com cinco segundos. Com isso, caiu para a quinta colocação. Sebastian Vettel foi conduzido ao pódio e o australiano Daniel Ricciardo, companheiro de equipe do holandês, ficou na quarta posição.

O sexto lugar ficou com o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, com o alemão Nico Hulkenberg, da Force India, em sétimo. O também finlandês Valtteri Bottas terminou em oitavo, à frente de Felipe Massa, seu companheiro de Williams, o nono. O brasileiro conseguiu segurar as investidas do mexicano Sérgio Perez, que completou o Top 10 com sua Force India. Felipe Nasr, que largou em 19.º, conseguiu terminar em 15.º.

(Com Estadão Conteúdo)

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.