Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Etiene Medeiros é pega no doping e pode perder Rio-2016

Destaque da seleção brasileira feminina de natação teria utilizada substância proibida para o tratamento de asma

Por Da Redação 15 jun 2016, 12h12

A nadadora Etiene Medeiros corre risco de ficar de fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A atleta pernambucana foi flagrada em exame antidoping, no último dia 8 de maio, e a contraprova confirmou o uso de uma substância proibida. A informação foi revelada na manhã desta quarta-feira pelo portal Globoesporte.com. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), o Sesi-SP, equipe da atleta, e a própria Etiene ainda não se pronunciaram oficialmente.

Ainda segundo o portal, a equipe de Etiene atribui o caso de doping ao uso de um medicamento para a asma. O controle é de responsabilidade da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) e a substância utilizada ainda não foi revelada – segundo o jornal O Estado de S.Paulo, se trata de Fenoterol. O advogado da atleta, Marcelo Franklin, deve se pronunciar nesta tarde.

Leia também:

Etiene Medeiros, focada na Rio-2016: ‘Acredito cada vez mais’

Especial VEJA: Um novo horizonte para o Rio

Mundial de Kazan: Etiene Medeiros conquista prata histórica nos 50m costas

“A atleta Etiene Medeiros está tranquila e determinada a esclarecer o assunto e provar sua inocência. Enquanto isso, ela respeitará todos os limites impostos pelas autoridades esportivas”, informou a assessoria de imprensa da atleta, que pretende competir nas provas de 50m e 100m livre, 50m e 100m costas e os 100m borboleta, na Rio-2016.

Etiene se tornou a primeira nadadora brasileira a conquistar uma medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, na prova dos 100m costas em Toronto-2015 – recorde sul-americano, com a marca de 59s61 – e a primeira campeã mundial, na competição de piscina curta de Doha, em 2014, quando venceu a prova dos 50m costas (25s67).

(da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade